Como escolher o melhor cartão de crédito? Descubra!

o melhor cartão de crédito
O que avaliar para escolher o melhor cartão de crédito

Se tem uma coisa que caiu no gosto dos brasileiros foram os plásticos de crédito. Para ter uma ideia mais de 52 milhões de pessoa já usam essa forma de pagamento no país, de acordo com uma pesquisa realizada pelo SPC Brasil. Entretanto, com tantas opções no mercado as vezes fica difícil escolher o melhor cartão de crédito.

Assim, se essa é a sua dúvida você está no lugar certo! Elaboramos este post para acabar de uma vez por todas com esse problema. Você vai aprender o que deve ser analisado na escolha do melhor cartão de crédito, quais os principais tipos de plástico que existem e no final ainda tem dica bônus. Muito bom, não é mesmo?

Afinal, existe o melhor cartão de crédito? 

Se você já deu uma pesquisada para encontrar o melhor cartão de crédito deve ter visto muitas opiniões diferentes por aí. O principal motivo para essas “discordâncias” é que a importância deste produto é pautada pelo gosto pessoal. Ou seja, nem sempre o plástico preferido de uma pessoa será o mesmo para outra, pois os interesses e objetivos não são os mesmos.

Imagine uma pessoa “X” e outra “Y”. A pessoa “X” quer um cartão que acumule pontos e tenha um limite bem alto. Já a pessoa “Y” prefere cashback e não quer pagar anuidade. Moral da história: elas certamente vão solicitar cartões diferentes. Então, não é que não exista o melhor cartão de crédito. Acontece que ele será o melhor para você e se atender as suas necessidades.

Quais são os principais tipos de cartão de crédito? 

Hoje é bem fácil conseguir um cartão de crédito, mas nem sempre o mais fácil será a melhor opção. Assim, antes de escolher o seu plástico você precisa entender as modalidades que existem no mercado e quais as diferenças entre elas. Atualmente os principais tipos são: institucional, co-branded, corporativo e pré-pago. 

Institucional

O cartão institucional é aquele que recebemos quando abrimos uma conta no banco, seja ela tradicional ou digital. Primeiramente, é oferecido uma variante mais simples, isto é, tem um limite pequeno e não conta nenhum benefício extra. Entretanto, com o passar do tempo e de acordo com o seu relacionamento com a empresa você tem acesso a produtos melhores. 

Corporativo

Esse tipo de cartão é bem semelhante ao institucional, porém, ao invés de ser oferecido a pessoas físicas esse produto é para empresas. Ou seja, é necessário um CNPJ para solicitá-lo. Esses plásticos são usados por diretores, gerentes, representantes e também por membros de órgãos públicos como prefeitos, secretários e até o presidente da república. 

Co-branded

Os cartões co-branded são bem conhecidos por quem participa de programas de fidelidade. Esses plásticos são oferecidos por uma empresa em parceria com uma instituição emissora. A intenção desse produto é fidelizar clientes oferecendo algum tipo de benefício como milhas aéreas, cashback, descontos em produtos da marca, entre outros. 

A principal diferença do cartão co-branded e aqueles oferecidos em lojas é que esse plástico conta com uma bandeira (Mastercard, Visa, American Express, Elo, Diners, entre outras). Isto quer dizer que eles podem ser utilizados em qualquer tipo de compra e o usuário ainda ganha benefícios ao fazê-lo. 

Pré-pago

Os cartões pré-pago vieram para salvar a vida de quem não conseguia um cartão de crédito tradicional. Esse produto não exige comprovação de renda e nem realiza consulta ao seu histórico financeiro, ou seja, é possível solicitá-lo mesmo estando negativado. A grande diferença é que ao invés de um limite definido pelo banco, você é quem faz uma recarga com o valor que deseja gastar.

Assim, você pode utilizar a função crédito para fazer compras em qualquer estabelecimento que aceite a bandeira do plástico, além de aquisições online, assinaturas de serviço de streaming e por aí vai. Contudo, esses cartões não aceitam parcelamento e você só pode gastar até atingir o valor da recarga. 

Veja outros conteúdos sobre cartão

O que levar em conta na hora de escolher o melhor cartão de crédito? 

Até aqui vimos que existem mais de uma modalidade de cartão e que a nossa escolha depende das nossas necessidades. Contudo, alguns pontos devem ser analisados para facilitar essa decisão. Sendo assim, separamos oito aspectos que precisam ser considerados na hora de eleger o melhor cartão de crédito para você

Vale ressaltar que nem sempre um cartão vai conseguir oferecer tudo aquilo que você deseja. Dessa forma é preciso estabelecer um equilíbrio e priorizar as características que são indispensáveis para o seu caso. Por exemplo, se o mais importante for um plástico sem anuidade pode ser mais difícil conseguir uma boa pontuação com o mesmo produto e vice versa.

Qual o seu objetivo? 

Essa é a primeira pergunta que deve ser feita ao escolher o melhor cartão de crédito, pois como dissemos antes nem sempre o que é bom para o seu amigo é bom para você. Suponha que o seu objetivo é um limite alto, então esse ponto precisa ser o número um da sua lista de prioridades e os demais aspectos devem ser analisados de modo que o valor do limite não seja afetado. 

Isso também vale para quem pretende acumular milhas. Logo a escolha vai ser pautada por essa característica. Ao definir o seu objetivo fica mais fácil fazer algumas escolhas como por exemplo, decidir se vale mais a pena ter um cartão institucional, co-branded ou corporativo. Você também começa a equilibrar o jogo definindo o que pode ser deixado de lado.

Você pode pagar a anuidade?

Esse pode parecer um dos pontos mais complicados na escolha do melhor cartão de crédito. Afinal, boa parte desses produtos cobram anuidade dos seus usuários. Aqui a primeira coisa que deve ser analisada é o quanto essa tarifa vai comprometer o seu orçamento. Pois, de nada adianta ter o melhor plástico do mundo e ficar endividado. 

Um detalhe que poucas pessoas observam é que o valor dessa tarifa geralmente muda de uma instituição para outra. Ou seja, você ainda pode conseguir os mesmos benefícios pagando menos. Também é importante verificar a possibilidade de conseguir a isenção da anuidade. Aliás, isso é algo que nós recomendamos fortemente e com algumas técnicas isso é possível.

Por fim, se o seu principal objetivo é ter um cartão de crédito sem anuidade saiba que já existem vários plásticos que não cobram essa tarifa e alguns deles oferecem até a possibilidade de acumular pontos. Assim, você consegue ter benefícios mesmo sem pagar essa taxa. É claro, que eles (os benefícios) serão menores comparados aos de outros produtos, mas faz parte do equilíbrio. 

Qual é a taxa de juros?

A taxa de juros pode ser considerada o “bicho papão” dos cartões de crédito, afinal elas são enormes e fazem com que os usuários desses produtos se afundem em dívidas. Entretanto, ignorá-la não faz com que ela desapareça, muito pelo contrário, o desconhecimento a respeito delas faz com que elas se tornem ainda mais perigosas. 

Como sempre falamos por aqui o pagamento da fatura integral e na data correta é muito importante para quem usa o cartão de crédito. Mas, por outro lado, imprevistos acontecem e pode ser que em algum momento seja necessário parcelar essa conta. Nesse caso você deve observar o CET (Custo Efetivo Total).

O Custo Efetivo Total é a soma de todos os encargos incluindo juros e impostos na tomada de crédito. Por ser uma informação obrigatória, a porcentagem cobrada em caso de atrasos e parcelamento de fatura geralmente está descrita no contrato do cartão. Assim, quanto menor for a taxa anual, menos você vai pagar nessas situações. 

O limite está de acordo com a sua realidade?

Poder fazer compras e só pensar em pagar depois é maravilhoso, mas também é uma bela armadilha para o endividamento. Em alguns casos o banco acaba oferecendo um limite acima do que ideal para o nosso perfil de consumo e as vezes pode ser difícil resistir à tentação quando sabemos que ainda tem crédito no plástico. 

Contudo, não podemos esquecer que a conta vai chegar no fim do mês e que não pagar pode acabar transformando uma coisa boa no nosso pior pesadelo. Assim, o ideal é manter o equilíbrio. Ou seja, nem um cartão com um limite abaixo da nossa capacidade de consumo e nem um que nos faça gastar mais do que devemos. 

Outros conteúdos que podem interessar

Qual a bandeira do cartão?

Muitas pessoas nem olham qual é a bandeira do cartão e as vezes não entendem o que ela significa. Mas, em alguns casos esse pode ser um ponto relevante na sua escolha. Se você observar o valor da anuidade um plástico emitido pelo mesmo banco pode mudar de uma bandeira para outra. Da mesma forma, a aceitação de uma pode ser maior do que a outra. 

Além disso, algumas bandeiras oferecem mais benefícios dependendo da variante que você solicita. Por isso, ao escolher o melhor cartão de crédito para você é sempre bom entender quais são os custos e as vantagens que a bandeira do plástico oferece e avaliar se vale a pena.

Quais são os benefícios?

Há algum tempo que comprar parcelado e maior prazo para pagar deixou de ser o principal atrativo dos cartões. Para muitas pessoas o melhor cartão de crédito é aquele que oferece algum benefício extra. Desde de pontos que podem ser trocados por milhas aéreas, cashback, acesso a sala vip e até seguro de viagens as vantagens são muitas. 

Assim, ao escolher um cartão de crédito ele deve ter os benefícios que são importantes para você. Para isso, será preciso avaliar a correlação entre essas vantagens, o valor da anuidade, limite e taxa de juros, compare também os plásticos semelhantes de outras empresas. Dessa forma, você tem mais chances de ter um produto que se encaixa no seu orçamento e que rende outros privilégios. 

Programa de fidelidade

Apesar de programa de fidelidade ser um tipo de benefício não poderíamos deixar de falar sobre essa característica especificamente. Se a sua intenção é ter um cartão para acumular milhas é preciso responder algumas perguntas como: quero ter a possibilidade de juntar pontos em mais de um programa ou prefiro concentrar os meus esforços em uma única plataforma? 

Quanto preciso gastar por mês para acumular uma boa quantidade de pontos com esse cartão? A pontuação desse plástico é suficiente? Esse cartão é parceiro dos programas de fidelidade que participo? Ao responder essas perguntas será muito mais fácil escolher um produto que ajude você a alcançar o seu objetivo. 

Como está a reputação da empresa? 

Muitas empresas só pensam em vender os seus serviços e depois “desaparecem” quando o cliente precisa de ajuda. Assim, antes de bater o martelo na escolha do melhor cartão de crédito não deixe de pesquisar como é o atendimento dessa instituição. Verifique a disponibilidade de canais de suporte ou se é possível resolver os eventuais problemas em um aplicativo. 

É interessante testar esses suportes antes mesmos de solicitar o cartão de crédito. Por fim, você também pode buscar relatos de outras pessoas que já utilizaram esse serviço. Hoje, é muito fácil encontrar esse tipo de informação na internet, inclusive, o site Reclame Aqui tem um registro das principais dificuldades encontradas pelos clientes de uma empresa e como foi a resolução desses casos. 

Dica bônus: faça uma comparação entre os cartões

Depois de analisar todos os itens acima é possível que você encontre mais de um plástico que atenda às suas necessidades. Contudo, sempre haverá um que se destaca mais. Assim, para escolher o melhor cartão de crédito para você a nossa dica é: monte uma tabela com as características essenciais e em seguida inclua os diferenciais de cada produto. 

Dessa forma, você vai conseguir visualizar mais facilmente qual plástico se destaca entre os escolhidos, bem como eliminar aqueles que por algum motivo não se encaixa nas suas necessidades. Ahh, ouvir a opinião de outras pessoas também ajuda bastante, por isso separamos para você o top 10 com os melhores cartões do Império. É só clicar no banner abaixo.