Cartão co-branded vale à pena? Descubra!

Cartão co-branded vale à pena
Descubra se cartão co-branded vale à pena

Se você participa de um programa de fidelidade com certeza já viu essas plataformas oferecendo cartões de crédito. Esse tipo de produto passou a fazer parte do catálogo dessas empresas e promete ajudar os seus usuários a acumular ainda mais milhas. Mas, será que o cartão co-branded vale à pena?

Essa é uma dúvida que passa na cabeça de muitas pessoas. Principalmente, quem está começando e não tem muita intimidade com cartões de crédito em geral, pode ficar inseguro. Por isso, elaboramos este post para ajudar você a decidir se vale à pena ou não utilizar esse tipo produto. 

O que são cartões co-branded e como funcionam? 

Nós já falamos sobre esse tipo de plástico aqui no blog, mas, é sempre bom relembrar. Os cartões co-branded são feitos por uma determinada empresa em parceria com uma instituição financeira. Esse é mais um daqueles produtos que tem como principal objetivo fidelizar um cliente. 

Nesse caso é oferecido ao consumidor crédito que, teoricamente, será gasto em produtos e serviços daquela empresa. Geralmente esses cartões contam com uma bandeira aceita em diversos estabelecimentos. Mas, a grande vantagem desses plásticos é que, além de poder fazer compras, os usuários recebem outros benefícios como cashback e milhas. 

Quem oferece esse tipo de cartão? 

Como já dissemos os cartões co-branded são uma maneira de aproximar o consumidor da marca. Por esse motivo ele tem se tornado cada vez mais popular entre as empresas. Atualmente esse tipo de plástico é oferecido por redes de supermercados, grandes lojas varejistas, marcas de eletrodomésticos, postos de combustíveis e claro, programas de fidelidade. 

Aqui no Brasil os programas de fidelidade já contam com esse tipo de cartão. No geral eles são oferecidos em mais de uma variante e emitidos pelas principais instituições financeiras do país. Não é necessário ter conta corrente em nenhum desses bancos, contudo a liberação do plástico é feita com base na análise de crédito e renda mensal. 

Confira no post abaixo os principais cartões co-branded dos programas de fidelidade do Brasil.

Quais são as vantagens e desvantagens do cartão co-branded? 

Para decidir se o cartão co-branded vale à pena é preciso entender quais são os benefícios desse produto e também as suas desvantagens. Sendo assim, elaboramos uma lista de prós e contras que podem ajudar você nessa análise. Como falamos anteriormente várias empresas oferecem plásticos nessa modalidade, por isso vamos focar apenas naqueles dos programas de fidelidade. 

Desvantagens

Os plásticos comuns emitidos pelas instituições financeiras permitem que você transfira seus pontos para plataforma que desejar. Assim, é possível acumular milhas em mais de uma empresa. Mas, essa regra não se aplica quando usamos um cartão co-branded. Nesse caso os seus pontos são automaticamente transferidos para o programa de fidelidade.

Isso nos leva a uma outra desvantagem; quem usa cartões co-branded não participa de transferências bonificadas. Se você acompanha o nosso blog já sabe que as promoções para esse tipo de operação são muito valiosas para quem quer potencializar o acúmulo de milhas. 

Por fim, podemos citar como ponto negativo do cartão co-branded a renda mínima e o valor da anuidade. Em alguns casos o custo dessa tarifa é maior nessa modalidade de cartão. Para dar um exemplo o Smiles Visa Infinite emitido pelo Bradesco tem uma tarifa anual de 4x de R$ 283,75 (R$ 1.135,00) enquanto a mesma versão sem a parceria custa 12x R$ 81,25 (R$ 975,00).

Vantagens

Por outro lado, os cartões co-branded podem oferecer inúmeras vantagens. Para começar você ganha bônus na adesão e alguns programas oferecem milhas extras na renovação. Da mesma forma, os usuários desses plásticos acumulam pontos qualificáveis. Ou seja, você tem mais chances de realizar um upgrade de categoria. 

Além disso, em alguns programas, os pontos do cartão co-branded tem uma validade maior do que o de outros plásticos. Outros benefícios desse produto são os descontos na compra de passagens aéreas com a companhia, entrada gratuita nas salas vip, check-in preferencial, despacho gratuito de bagagem, upgrade de cabine, seguro de viagem e, em algumas variantes, acesso às categorias de elite. 

Veredito: cartão co-branded vale à pena? 

Sim, o cartão co-branded vale à pena! Como vimos esses plásticos oferecem mais vantagens do que desvantagens. Principalmente se você sempre realiza viagens com uma mesma companhia. Da mesma forma, quem tem pouca renda pode concentrar seus esforços usando esse produto. 

Hoje, todos os programas de fidelidade oferecem essa modalidade de cartão para quem tem renda mínima inferior ou igual a um salário mínimo e com o bônus na adesão o plástico é ainda mais interessante para quem está começando. Mas, se você ainda tem dúvida a nossa dica é: a maioria das empresas isentam a primeira anuidade. Ou seja, você pode testar e ver se o cartão co-branded vale à pena para você. 

Acumular milhas é um processo que exige dedicação. E nessa jornada toda ajuda é válida, por isso acreditamos que o cartão co-branded pode ser uma ferramenta muito útil. Assim, se você está começando nesse universo considere o uso desses plásticos. Nem sempre o que é bom para uma pessoa será bom para você, mas felizmente já existe uma variedade desse produto no mercado e você pode escolher aquele que se encaixa nas suas necessidades. 

Curtiu este post? Veja outros conteúdos interessantes do nosso blog.