#1 PULO DO GATO: Como zerar a anuidade do cartão de crédito

Como-zerar-a-anuidade
Como zerar a anuidade

Fala jovem! Não é novidade que o cartão de crédito é uma das principais formas de pagamento. Afinal, ele é prático e oferece vários benefícios. Entre eles, um dos que nós mais gostamos são o acúmulo de pontos e as salas vip. Contudo, a anuidade é um obstáculo para muitas pessoas. Ou melhor, era! 

É isso mesmo! Se você ainda paga anuidade do cartão de crédito então, este post é para você. Pois, a partir de hoje, começamos aqui no blog a série Pulo do Gato. São dicas práticas para potencializar os seus ganhos no dia-a-dia. Assim, neste primeiro artigo elaboramos um passo a passo para você se livrar de uma vez por todas da anuidade. 

E não estamos falando de trocar o seu cartão por outro sem anuidade — isso seria muito fácil. Quer saber como isso é possível? Venha com a gente.

O que é e como funciona a anuidade do cartão de crédito? 

Assim como em qualquer outra atividade, a anuidade nada mais é do que uma taxa cobrada pelas operadoras de cartão de crédito pelos serviços prestados. Segundo essas empresas a justificativa para a cobrança seria a manutenção do cartão, isto é, para que ele continue funcionando. 

Dessa forma, as tarifas são estabelecidas de acordo com os benefícios oferecidos pelo cartão. Assim, os cartões chamados Infinite, Black, Platinum e por aí vai possuem uma anuidade mais cara. Além disso, para definir o valor dessa taxa é levado em consideração o limite do cartão, por isso os plásticos mais básicos são mais baratos. 

Como é definida a anuidade
A anuidade

Em média a anuidade de um cartão custa R$ 250,00. Mas, esse valor pode facilmente ultrapassar os R$ 1.000,00 dependendo do produto. Essa tarifa também varia de acordo com a operadora e bandeira do cartão. Embora essa cobrança seja regulamentada pelo Banco Central, ela não é uma obrigação. 

Continue aprendendo sobre cartões de crédito:

Dá para negociar a isenção?

Como sabemos, já existem no mercado cartões que não cobram nenhum tipo de anuidade. Da mesma forma, o seu banco deve oferecer um produto com limite mínimo de gasto mensal para isentar a anuidade naquele mês. Se eles podem fazer isso, porque não eliminar de uma vez por todas a anuidade do seu cartão?

É possível sim negociar a isenção da fatura
É possível sim negociar a isenção da anuidade

A verdade é que as operadoras podem sim eliminar essa tarifa. Entretanto, devemos lembrar que essa é uma forma deles ganharem ainda mais. Sendo assim, para conseguir a isenção precisamos negociar com essas instituições. Contudo, para fazer isso de maneira eficaz temos que entender qual o melhor caminho para zerar a anuidade. 

Principais formas de zerar a anuidade

Felizmente, existem várias formas de zerar a anuidade do cartão de crédito. Contudo, essa série tem o objetivo de trazer apenas as estratégias mais eficazes e já testadas pela Equipe do Império. Por isso, selecionamos aqui as 6 melhores maneiras de conseguir a isenção. Você inclusive pode combinar mais de uma. Confira! 

#1 Tenha um bom relacionamento com o seu banco

Muitas pessoas simplesmente odeiam ter que ir ao banco resolver algum problema. Nós sabemos que não é fácil ter que lidar com toda burocracia das instituições financeiras tradicionais. Mas, se você quer zerar a anuidade do seu cartão de crédito, ter um bom relacionamento com essas empresas é fundamental. 

Alguns indícios de bom relacionamento com a instituição é o tempo que você é cliente do banco. Da mesma forma, será um ponto positivo ter outros produtos da empresa, como por exemplo, conta corrente, poupança e investimentos. Isso mostra que você dá prioridade ao banco. Junto a isso pode-se adicionar o seu histórico de bom pagador. 

Ter um bom relacionamento com o banco é fundamental

Isto é, as faturas e outros serviços contratados que foram honrados dentro do prazo. Com essas informações você pode partir para negociação. Aqui vale uma dica: durante a conversa com o gerente você precisa manter a calma. Sabemos que esse tipo de situação pode ser estressante. Mas se você perde a paciência com o gerente ou atendente a chance de sair dessa conversa sem anuidade é quase zero. 

Por outro lado, seja firme. Mostre para o gerente que você sabe que não está pedindo nenhum absurdo e que você merece essa isenção. Da mesma forma, não aceite descontos. Insista no cancelamento integral da tarifa. Em algumas situações o banco pode oferecer isenção da taxa em troca dos pontos do programa de fidelidade, também não aceite essa oferta. 

Veja outros conteúdos sobre cartão de crédito:

#2 Concentre todos os gastos no seu cartão de crédito 

Você também pode usar o volume de gastos mensais no seu cartão para justificar a isenção. Muitas pessoas não sabem, mas quanto mais você utiliza o plástico, mais fácil será conseguir a isenção da tarifa. A verdade é que os seus gastos têm muito valor para o banco. Por isso, não menospreze esse poder. 

Quanto mais você usar o cartão de crédito, maiores são as chances de zerar a anuidade

Assim, quanto mais gastos você puder concentrar no seu cartão, melhor. É claro que essa estratégia só terá impacto positivo se você mantiver o pagamento das faturas em dia. Nada de pagar com atraso ou parcelar. Essa é uma das melhores justificativas para a isenção. 

#3 Aproveite as promoções de adesão

Outra forma de não pagar anuidade é aproveitando as promoções de adesão. Muitas instituições oferecem isenção dessa tarifa no primeiro ano de contrato. Um bom exemplo são os cartões co-branded dos programas de fidelidade, a maioria dos plásticos dessa categoria contam com esse benefício. Da mesma forma, você deve ficar atento às campanhas realizadas pelos bancos. 

Muitos cartões oferecem isenção da anuidade no primeiro ano de uso

Os bancos já oferecem essa isenção como forma de atrair clientes. O que é ótimo. Assim, a ideia é aproveitar o primeiro ano de uso do cartão para avaliar se realmente gosta do produto e se vale a pena continuar com ele no ano seguinte. Se a resposta for positiva, você deve tentar zerar a anuidade do plástico utilizando uma das outras dicas deste post. 

#4 Fique de olho na meta de gastos

A procura pela isenção da anuidade não é mais algo incomum entre os clientes de um banco. Por isso, essas instituições passaram a oferecer esse benefício de uma maneira que é interessante para a empresa e o cliente. Trata-se da meta de gastos. Funciona mais ou menos assim: suponha que o seu cartão tenha uma renda mínima de R$ 10 mil reais. 

Dessa forma, a anuidade cobrada por esse produto custa 12 x de R$ 86,00. Contudo, ao acumular gastos de R$ 3.000,00 você recebe desconto de 50% na anuidade e com faturas a partir de R$ 5.000,00 você não paga a tarifa naquele mês. Essa é uma forma que os bancos encontraram de estimular os seus clientes a utilizarem o cartão. 

Fique de olho na meta de gastos para zerar a anuidade
Fique de olho na meta de gastos para zerar a anuidade

Mas, por outro lado, o benefício oferecido é muito interessante. Aqui, o único cuidado que você deve ter é se certificar de que o seu atual cartão tem uma meta que se encaixa no seu padrão de consumo. Por isso, nada de gastar mais do que pode, só para conseguir isenção da anuidade. Isso seria trocar seis por meia dúzia. 

Algumas instituições como Santander, Itaú, Banco Pan, Credicard, entre outros trabalham nesse modelo. Ainda nesse tópico, outras empresas oferecem a isenção da anuidade levando em consideração o montante que o cliente tem investido em outros produtos financeiros. Essa é a forma como Bradesco e C6 Bank disponibilizam esse benefício em determinadas situações. 

#5 Verifique se o cartão perdeu algum benefício

As instituições financeiras estão sempre incrementando o seu portfólio com novos produtos. Assim, não é raro que essas empresas acabem tirando benefícios de cartões antigos em detrimento dos novos. Isso também pode acontecer devido a um contrato não renovado com uma parceira. Um bom exemplo são os cartões Mastercard Black que deixaram de oferecer o acesso ao programa Priority Pass. 

É claro que, para o cliente que tem um cartão como esse, o fim de parcerias como essas representam uma grande perda. Mas, aqui também mora uma excelente oportunidade de conseguir zerar a anuidade. Como você já sabe, quanto mais benefícios o plástico tem, maior é a tarifa cobrada aos seus usuários. 

Use o fim de um benefício como justificativa para isenção da anuidade

Assim, à medida que o plástico perde um dos seus melhores benefícios, não há porque manter uma anuidade tão cara, concorda? Por isso, sugerimos que você sempre esteja atento ao catálogo de vantagens do seu cartão. Se for constatado a exclusão de alguns dos privilégios, use essa informação como justificativa para conseguir a isenção da tarifa. 

Aqui vale uma observação. Embora o fim de um benefício possa ser usado como uma das justificativas para zerar a anuidade do cartão, avalie se realmente vale a pena manter o plástico. Afinal, se foi uma vantagem que era muito importante para você, não tem porque continuar usando esse produto. Nesse caso, a nossa sugestão é procurar outro cartão.

#6 Considere a proposta dos concorrentes 

Não se espante se algum dia um banco, que você não é cliente, lhe oferecer um cartão de crédito. Faz parte do trabalho dessas instituições prospectar novos clientes. Para isso, elas oferecem um produto que pode atrair a sua intenção, como um belo cartão sem anuidade, por exemplo. Se isso acontecer, avalie com atenção a proposta da nova instituição. 

Como você já sabe, cartão sem anuidade tem aos montes por aí. Mas, com uma boa pontuação e benefícios extras, além da isenção dessa tarifa, já é mais complicado. Assim, se a oferta do banco for interessante, vai fundo! Você também pode usar essa proposta como moeda de barganha na instituição em que tem conta. 

É importante estar aberto para outras propostas
É importante estar aberto para outras propostas

Vá até o seu gerente e diga que recebeu oferta de cartão de outra operadora, com benefícios semelhantes ao do seu cartão atual, porém sem anuidade. Reforce que é uma boa proposta, mas que você gostaria de manter o cartão atual. Entretanto, continuar pagando a anuidade não faz sentido para você. 

Verdade seja dita, para um banco é melhor perder a anuidade do cartão de crédito do que um bom cliente. Tenha isso em mente, mostre para o seu gerente o quanto ele pode perder ao perder você como correntista. Use os argumentos acima para evidenciar isso e prefira uma conversa presencial. 

Não deixe de conferir esses artigos: 

O próximo passo para zerar a anuidade

Agora que você já sabe como fazer e quais argumentos usar para zerar a anuidade no seu cartão de crédito, mãos à obra. No começo pode parecer difícil fazer esse tipo de negociação. Mas, com a prática você vai ficar expert. Siga todas as dicas deste post e tenha certeza de que vai conseguir. 

E se você curtiu as dicas deste post e que aprender outros segredos sobre cartão crédito, programas de fidelidade, milhas, viagens e muito mais, participe do Workshop Milhas sem Fronteiras. Um evento online, 100% gratuito. Serão sete dias de conteúdos inéditos que vão mudar a sua concepção sobre esse universo. 

Em breve abriremos as inscrições, mas você pode ser um dos primeiros a receber essa informação, fazendo parte da nossa Lista Vip. Clique neste link e se cadastre para ser avisado assim que começarem as inscrições para o Workshop Milhas sem Fronteiras.