Guerra na Ucrânia: qual o impacto no turismo?

Entenda as consequências da guerra na Ucrânia na sua viagem

Há alguns anos, os conflitos bélicos, epidemias e outras tragédias pareciam ter ficado no passado da história da humanidade. Entretanto, depois de quase dois anos sem poder viajar, por conta do Covid-19, somos surpreendidos com a guerra na Ucrânia. Esse acontecimento, ameaça os planos de muitos viajantes. 

Pode parecer exagero, contudo, a guerra na Ucrânia terá sim impacto no turismo. Por isso, nós elaboramos este post para trazer um panorama completo sobre esta situação. Além disso, vamos explicar quais as consequências deste conflito nas viagens internacionais. 

Quer entender quais as implicações da guerra em sua próxima viagem? Então, venha com a gente! 

Entenda a guerra na Ucrânia

Antes de saber porque os conflitos entre a Rússia e Ucrânia vão impactar o turismo, precisamos entender o que levou esses dois países ao combate. Primeiramente, os motivos da guerra não são necessariamente fatos novos. De acordo com historiadores e especialistas em geopolítica, a disputa envolve questões históricas e culturais. 

Como sabemos, a Ucrânia fez parte da antiga União Soviética que, por sua vez, era comandada pela Rússia. Juntos esses países atravessaram a Segunda Guerra Mundial, a Guerra Fria e até mesmo a tragédia de Chernobyl. Além disso, Kiev já havia sido a capital da Rússia e as duas nações eram consideradas um só povo. 

Fonte - Folha PE
Fonte – Folha PE

Entretanto, a crise econômica e o enfraquecimento do poder levaram ao fim do bloco comunista em novembro de 1991. Nesse momento a Ucrânia se declarou um país livre, marcando assim, o fim da união entre as duas nações. Livres do domínio russo, outros países que antes faziam parte da União Soviética decidiram se unir a OTAN. 

A Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), é uma aliança militar, assinada em abril de 1949. Por meio dela, os países participantes prometem defender uns aos outros em casos de ataques. Assim, o bloco expandiu o seu território na porção oriental da Europa, em especial em países próximos à Rússia. 

Veja também: 

Dentre os países que fizeram parte da URSS, a Ucrânia foi um dos poucos que não se tornou membro da OTAN. Entretanto, no final de 2021 iniciou-se as negociações para a inserção da Ucrânia no bloco. Segundo especialistas, esse movimento criou no presidente russo um sentimento de “estar encurralado” e ao mesmo tempo traição por parte da “nação irmã”. 

Assim, o avanço da conversa entre a OTAN e a Ucrânia fez com que a tensão entre os dois países aumentasse. O resultado foi o ataque aéreo no dia 24 de fevereiro de 2022 que deu início a guerra entre os dois países. Ainda não sabemos quanto tempo vai durar esse conflito, entretanto, as suas consequências já podem ser sentidas em todo o mundo. 

Afinal, por que a guerra na Ucrânia vai impactar as viagens? 

Embora não pareça, a guerra na Ucrânia terá impacto na vida de quem pretende viajar. Em geral, as interferências estão ligadas a logística e questões econômicas. Contudo, dependendo do destino escolhido e dos desdobramentos do combate, é possível que existam também consequências relacionadas à segurança. 

Veja a seguir algumas consequências diretas da guerra na Ucrânia no turismo. 

Diminuição no interesse por viagens internacionais

A “europtrip” é um tipo de viagem muito comum entre os brasileiros. Em geral, os países do velho continente são menores e costumam ter sistemas de transporte (trens e companhias aéreas) que facilitam a circulação entre eles. Nesse sentido, muitos viajantes costumam montar roteiros para conhecer de uma só vez o leste europeu. 

As viagens podem diminuir por causa da guerra
As viagens podem diminuir por causa da guerra

Além de reunir vários países pequenos, essa região da Europa costuma oferecer preços mais atrativos para os turistas. Entretanto, é justamente nessa área que se localizam os países em conflito. Ou seja, com o início da guerra, muitas pessoas não se sentem seguras e preferem cancelar passagens aéreas, reservas de hotéis e passeios. 

É claro que para muitos desses viajantes, alterar a viagem assim, sem aviso, significa ter que arcar com multas, tarifas excedentes e outros possíveis custos. Além disso, quem estava planejando viajar para o leste europeu deverá pensar em novos destinos ou mesmo, cancelar as férias. 

Alterações na malha aérea internacional 

Nas últimas semanas, a imagem do espaço aéreo da Ucrânia, totalmente vazio, chamou a atenção do mundo. Com os conflitos terrestres e lançamentos de mísseis na região, muitas companhias aéreas suspenderam os voos com origem e destino a Rússia e Ucrânia. Da mesma forma, viagens que a rota cruzava esses lugares foram canceladas ou alteradas. 

Como sabemos, uma rota aérea costuma ser planejada com meses de antecedência. Além disso, essas viagens precisam considerar uma série de fatores para evitar atrasos e, principalmente, acidentes. Por esse motivo, uma simples mudança na rota pode impactar toda malha aérea. 

Sendo assim, imagine o transtorno que a suspensão de voos na região em conflito está causando? Na Europa, especificamente, é esperado que muitas conexões sejam realocadas. Esse movimento certamente resulta em atrasos, cancelamentos e overbooking nos voos. 

Companhias como a Air France, Delta Airlines, KLM e Finnair decidiram suspender voos com destino a Rússia. Por aqui, não temos voos diretos para o país de Putin. Contudo, viagens operadas por parceiras com escala ou conexão em território terão suas rotas alteradas impactando a vida de brasileiros em viagens internacionais. 

Os demais países também decidiram impor sanções as empresas russas. Em resposta ao ataque a Ucrânia, a empresa Sabre, líder em software e tecnologia no setor de viagens, rescindiu o contrato com a companhia Aeroflot. Dessa forma, a aérea de origem russa perdeu o contato com agências de viagem e sites de venda de passagens aéreas.

Continue aprendendo:

Passagens aéreas vão ficar mais caras

Uma guerra entre países acaba afetando diversos setores da economia. Nessas situações a oferta de determinados produtos fica comprometida. Seja pela dificuldade de transportá-lo, porque a nação produtora está envolvida no combate, ou simplesmente porque as empresas preferem lucrar fornecendo insumos para batalha. 

Seja qual for o motivo, o que sabemos é que a guerra na Ucrânia vai afetar a economia mundial. Só nos primeiros dias de combate, o dólar — que até então estava em queda no Brasil — subiu cerca de 3%. Com isso, muitas companhias aéreas acreditam que vão ter a operação comprometida. 

Em seu perfil no LinkedIn, o presidente da Latam, Jerome Cadier destacou que o aumento do dólar e dos combustíveis podem refletir no valor final das passagens aéreas. Segundo o executivo: “[…] o impacto nos custos das cias aéreas é inegável. Infelizmente na situação que está o setor, estes aumentos vão impactar os preços das passagens.”

Publicação Jerome Cardier

Viagens terrestres também vão encarecer

Nos últimos meses o valor da gasolina sofreu vários reajustes no Brasil. E se o combustível já estava caro, com a guerra na Ucrânia ele tende a ficar ainda mais caro. Assim que os conflitos começaram o barril de petróleo chegou a US$ 100,00. Há sete anos o preço desse insumo não chegava a esse ponto. 

Como resultado, valor na bomba de gasolina pode aumentar. Isso quer dizer que, mesmo quem planeja viajar pelo Brasil, de carro particular, alugado ou de ônibus poderá sofrer com a variação do preço dos combustíveis derivados do petróleo. 

A guerra na Ucrânia já está impactando as viagens. Contudo, ainda não sabemos quais serão os próximos desdobramentos deste combate. O nosso desejo e expectativa é que esse conflito termine o mais rápido possível para não haver mais mortes e destruição e também para podermos viajar com mais segurança. 

Quer acompanhar as consequências da guerra na Ucrânia nas viagens internacionais e outras notícias sobre companhias aéreas, programas de fidelidade, cartões de crédito, milhas e muito mais? Então, confira o nosso canal no YouTube. Por lá divulgamos conteúdos novos toda semana. Clique neste link e se inscreva! 

Melhores praias de Maceió para conhecer em 2024 O que fazer em Maceió: melhores passeios e pontos turísticos Cartão de crédito para MEI – Melhores de 2024 É possível pagar IPVA com cartão de crédito em 2024?