5 dicas para quem quer começar a vender milhas

Como começar a vender milhas

Em 2021, muitos brasileiros sentiram o impacto financeiro causado pela crise do coronavírus. Por outro lado, esse momento de turbulência também foi a mola propulsora para que várias pessoas buscassem uma nova fonte de renda. Assim, dentre as diversas opções, vender milhas despontou como opção para gerar dinheiro extra. 

Mas, operar nesse mercado é algo que exige dedicação e conhecimento. Por isso, se você está pensando em começar a vender milhas em 2022, está no lugar certo! Neste post vamos revelar o que é preciso para empreender nesse ramo, as armadilhas, o que deve ser evitado, entre outras coisas. 

Vem com a gente para entrar o ano novo ganhando dinheiro! 

1. Entenda o mercado 

Muitas pessoas se sentem atraídas pelo mercado de compra e venda de milhas baseado nos anúncios das redes sociais. Afinal, nessas peças publicitárias costumamos ver pessoas dirigindo veículos de luxo, viajando e vivendo experiências incríveis. Mas, saiba que comercializar pontos não é só glamour. É necessário também muito conhecimento. 

Não adianta. Se você quer começar a vender milhas precisa entender muito bem como esse mercado funciona. Como e quando realizar a comercialização desse benefício? Quem são os principais players? Quais os riscos? Como declarar as suas operações?

Existe um mercado de compra e venda de milhas e você precisa entendê-lo
Existe um mercado de compra e venda de milhas e você precisa entendê-lo

Você deve ter as respostas para essas perguntas muito claras. Começar a vender milhas sem saber exatamente o que está fazendo é como dar um tiro no escuro. Nem precisamos dizer que as chances de ter prejuízo agindo assim são enormes. Lembre-se que este é um negócio como qualquer outro e quem empreende nesse mercado precisa estar preparado. 

2. Tenha um capital de giro 

Por falar em negócio, para começar um, seja ela qual for, precisamos investir. Com a venda de milhas, não é diferente. Embora você possa começar destinando poucos recursos para esse projeto, é altamente recomendado ter um capital de giro. Se a sua intenção é comercializar milhas de maneira regular é muito importante ter esse colchão. 

Assim como em qualquer negócio, para começar a vender milhas você vai precisar de um capital de giro
Assim como em qualquer negócio, para começar a vender milhas você vai precisar de um capital de giro

Assim como em uma empresa tradicional, um negócio exige investimento com certa regularidade. Ou mesmo em muitos casos é preciso cobrir despesas antes de uma venda ser finalizada. Assim, para quem comercializa milhas ter capital de giro é muito importante, pois pode surgir uma boa promoção de compra e se você estiver desprevenido não conseguirá aproveitar. A consequência disso será a perda de lucro em operações futuras. 

Continue aprendendo: 

3. Aproveite promoções de compra 

O principal insumo de um vendedor de milhas são as milhas. E embora existam várias maneiras de acumular esses benefícios, quando pensamos em um negócio, comprar pontos é inevitável. Por isso, é preciso estar muito atento às promoções de compra de milhas, pois são nessas ocasiões que você vai garantir os lucros das futuras operações. 

Para explicar melhor vamos dar um exemplo prático. A Smiles já oferece até 85% de desconto na compra de pontos do programa. Então, suponha que você comprou 100 mil pontos. Na Smiles, o milheiro é R$ 70,00. Ou seja, 100 mil milhas custariam R$ 7.000. Contudo, 85% de desconto você pagaria apenas R$ 10,50 por mil pontos ou R$ 1.050,00 no total. 

Compra de milhas Smiles com desconto
Compra de milhas Smiles com desconto
Cotação maxmilhas
Cotação Maxmilhas

Essa operação lhe daria uma excelente margem de lucro, pois o valor médio de venda das milhas Smiles é R$ 19,45. Assim, se você decidisse comercializar as 100 milhas que comprou, receberia R$ 1.945,00, ou seja, mais de 84% de lucro. Mais precisamente R$ 895,00 de retorno

4. Vender milhas na oportunidade, não na necessidade 

Você sabia que quando os programas de fidelidade realizam grandes promoções o valor de venda costuma desvalorizar? Quem já conhece o movimento do mercado sabe. Aqui no Império nós temos um mantra: toda operação com milhas deve ser feita na oportunidade e não na necessidade. Isso quer dizer que é necessário estar atento às ocasiões favoráveis. 

Não adianta ter pressa. Comercializar milhas é algo que exige disciplina e paciência, afinal, a meta é garantir o melhor retorno possível. Talvez essa seja uma das coisas mais difíceis deste mercado. Segurar a ansiedade não é fácil, ainda mais quando se tem dinheiro em jogo. Entretanto, atitudes precipitadas podem resultar em desastres ainda maiores. 

Fique atento as oportunidades
Fique atento as oportunidades

Ao invés de ficar aflito, aprenda a identificar as oportunidades. Para isso, verifique sempre os programas de fidelidade e as promoções vigentes para garantir pontos com preço baixo. O mesmo deve acontecer com a venda, pois, o preço para comercializar milhas é flutuante. Assim, se você quer garantir o melhor lucro possível, precisa ficar atento às cotações. 

Veja também: 

5. Procure empresas confiáveis

Todo negócio para dar certo precisa de segurança e com a venda de milhas não é diferente. O mercado de compra e venda de milhas é relativamente novo e ainda não existem leis específicas para nos proteger de possíveis golpes. Assim, antes de comercializar os seus pontos pesquise bem as empresas. Cheque todas as informações que elas fornecem.

Certifique-se de que a empresa é realmente confiável
Certifique-se de que a empresa é realmente confiável

Comece avaliando se a empresa fornece informações como CNPJ, endereço, número de telefone e se são verdadeiros. Mesmo que a empresa seja real, não significa que ela é boa. Por isso, pesquise o que outros clientes falam a respeito, os principais problemas e qual foi a solução oferecida. 

O site Reclame Aqui pode ser bastante útil nessa pesquisa. Por fim, desconfie sempre de ofertas muito boas. Embora a nossa intenção seja sempre ter o máximo de lucro possível com a venda de milhas, existe um valor médio para comercialização deste benefício. Assim, tenha cuidado com empresas que oferecem um valor muito diferente das demais. 

Dica bônus: tenha controle das suas operações 

Muita gente entra nesse mercado e começa a operar sem controle. Só depois de muito tempo é que vão perceber que não tiveram lucro nenhum. Esse é o resultado de uma série de erros, contudo, seria possível evitar mais prejuízos se essas pessoas contassem com o auxílio de uma planilha. 

Vender milhas é algo extremamente lucrativo, mas muitas pessoas acabam se perdendo e no final das contas não sabem se estão ganhando ou perdendo dinheiro. Assim, crie uma planilha e registre todas as suas operações, tanto de compra quanto de venda. Informe também as datas, valores e empresas envolvidas. 

Dessa forma, você terá uma visão clara de como está o seu negócio. Além disso, ficará mais fácil reunir as informações necessárias para a declaração do Imposto de Renda. O Império tem a ferramenta ideal para isso. No CalcuMilhas você consegue visualizar em tempo real as cotações dos principais programas de fidelidade, nos melhores sites de compra e venda. 

Além disso, pode registrar todas as movimentações realizadas e ainda avaliar se uma operação vale a pena ou não. Tenha acesso agora mesmo ao aplicativo CalcuMilhas. Clique neste link e faça o download gratuito.