5 motivos para vender milhas 

Vender milhas
Vender milhas é uma boa maneira de evitar a perda desse benefício.

Você sabia que todos os anos, no Brasil, em média  25 bilhões de pontos em programas de fidelidade e o dobro disso nos cartões de crédito expiram? Uma razão para isso pode ser a falta de conhecimento sobre o assunto. Muita gente, por exemplo, não sabe que é possível vender milhas ou qual o melhor momento para fazê-lo.

Vamos combinar que com essa quantidade de pontos dá para fazer algumas voltas ao mundo. Talvez você pense: eu não consigo usar porque nunca acumulei quantidade suficiente. Por isso, neste post listamos 5 motivos para você começar a vender suas milhas. Venha com a gente! 

Como vender milhas

De maneira geral a venda de pontos é como comprar uma passagem para outra pessoa com suas milhas e em troca receber por isso. Existem duas formas de comercializar esses ativos. Na primeira você é responsável por todo o processo. Desde encontrar clientes, pesquisar voos até o pagamento. 

Já na venda indireta você conta com a ajuda de uma empresa. Elas fazem a ponte entre quem quer vender e quem, quer comprar. E a principal vantagem é que você não precisa se preocupar com quem vai comprar ou mesmo em emitir as passagens. Assim, o primeiro passo é fazer o cadastro no site e então, oferecer as milhas. 

O valor dos pontos são preestabelecidos, mas em algumas plataformas você pode estipular um valor mínimo para venda e encontrar um comprador que aceite a sua proposta. Em alguns casos a empresa também compra suas milhas sem necessariamente ter um comprador para elas. Em seguida, você precisa fornecer o login e senha da sua conta no programa de fidelidade para o site emitir a passagem. 

Essa é a parte do processo que deixa muitas pessoas receosas e questionando a legalidade do processo. Bem, podemos afirmar que a venda de milhas não é ilegal, pois não fere nenhuma lei brasileira. Entretanto, você deve procurar uma empresa confiável para realizar esse tipo de transação.

Por que vender milhas?

Agora que você já sabe como funciona o processo para vender as milhas e que ele não é ilegal deve estar se perguntando em quais momentos é vantajoso realizar esse tipo de transação. Por isso, separamos dois casos em que a venda de milhas é a melhor opção. Veja a seguir.

#1 Renda extra 

Este é o primeiro motivo pelo qual muitas pessoas se interessam por vender milhas. Esse mercado está em plena expansão. As pessoas estão começando a descobrir que os pontos do cartão de crédito tem mais serventia do que apenas a troca por milhas aéreas. Dessa forma, é possível gerar uma renda de 5% a 20% do limite do seu cartão. 

Ou seja, se você tem um cartão de crédito com R$ 10 mil de limite, é possível ter lucro de até R$ 2.000,00 por mês, com a venda de milhas. Nesse caso, o plástico entra como um capital de giro para colocar em prática as estratégias de compra e venda de milha. 

DESCUBRA AS MELHORES ESTRATÉGIAS PARA GANHAR DINHEIRO COM MILHAS

#2 Para não perder milhas

Milhas é dinheiro. E quando deixamos elas expirarem, na prática, estamos tendo prejuízo. Afinal, você poderia usar esses pontos para resgatar uma viagem, por exemplo. Assim, um dos motivos para vender milhas é evitar que elas percam a validade. Infelizmente, nem todo mundo consegue acumular a quantidade de pontos necessários para viajar. 

Isso não quer dizer que você tenha que simplesmente deixar essas milhas expirarem. Por isso, se você tem milhas prestes a expirar, esse é um dos casos em que vender é a melhor opção. Fazendo isso você não perde completamente o valor desses benefícios.

#3 Economizar na passagem aérea

É isso mesmo, você não leu errado. Em algumas ocasiões, vender milhas pode ser mais econômico do que usá-las para resgatar uma viagem. A gente explica. Imagine que você quer fazer uma viagem de São Paulo para a Alemanha e, no programa Latam Pass, o bilhete custa 131 mil pontos.  

Enquanto isso, o valor em dinheiro do mesmo trecho na mesma data e com a mesma companhia custa R$ 2.710,00. No dia em que fizemos este artigo, a cotação o valor pago por 10 mil milhas Latam Pass era de R$ 245,40. Se ao invés de usar suas milhas você decidisse vendê-las  receberia R$ 3.214,74.

 Ou seja, além de comprar a sua passagem, você ainda teria 504,74 de lucro. Por isso, é sempre bom consultar os sites de compras de pontos antes de decidir resgatar suas passagens. Assim você garante que está fazendo o melhor negócio. 

#4 Recuperar gastos em viagens 

Agora que você já sabe que nem sempre é uma boa usar as milhas para resgatar uma passagem aérea, deve estar pensando em algumas decisões erradas que já tomou ao usar

pontos. Ou ainda, naquela vez que a melhor oferta não era na companhia em que tinha conta no programa de fidelidade. 

Pode acontecer de, em alguns casos, a passagem ser mais barata justamente na companhia em que você não tem milhas. Assim, você acaba não usando os pontos que acumulou. Mas, isso não significa que eles não podem lhe servir nessa situação. 

Se você precisou comprar uma passagem em dinheiro e tem milhas no programa de outra companhia, uma boa estratégia é vendê-los para pagar a passagem. Dessa forma, é possível recuperar o gasto que teve. 

#5 Mais flexibilidade

Ao vender milhas você tem muito mais flexibilidade para viajar. O motivo é muito simples: com o dinheiro na mão é possível comprar passagens em qualquer companhia aérea, sem ficar restrito as opções disponíveis no programa de fidelidade. Um questionamento de muitos viajantes a esse respeito é o seguinte: 

Mas e quando resgatar passagens com milhas é mais vantajoso, o que fazer se já tiver vendido todos os meus pontos? 

Nesse caso, você poderá usar as estratégias para conseguir milhas com um excelente desconto e então, resgatar os seus bilhetes. Só que para aplicá-las você tem que ter dinheiro disponível. Por isso, vender milhas traz mais flexibilidade para os viajantes. 

APRENDA A ECONOMIZAR NO RESGATE DE PASSAGENS AÉREAS

Como vender milhas com segurança? 

É claro que nós não poderíamos terminar esse post sem algumas dicas básicas para vender milhas. Primeiramente, antes de vender consulte mais de uma empresa, assim você consegue encontrar a melhor oferta. Da mesma forma, procure sites de confiança, veja a reputação deles no Reclame Aqui, se possuem endereço físico e verifique os termos de uso do site. 

Além disso, tenha pelo menos 10 mil milhas para conseguir vender mais rápido e não deixe para fazer a transação muito perto do vencimento. Algumas empresas não aceitam pontos com menos de dois meses de validade. Sempre troque a senha do programa de milhas após a venda. 

Por fim e mais importante, pesquise e estude a fundo o mercado de milhas. Para que essa operação traga bons resultados você precisa saber onde está pisando, quais são os riscos e potenciais de cada operação. Para isso, elaboramos um treinamento gratuito. Entre os dias 11 e 13 de julho vai acontecer o Milhas Express. 

Será um evento online e 100% gratuito em que você vai aprender as principais formas de vender milhas e como utilizá-las para gerar renda extra. Clique no botão abaixo e garanta a sua vaga.