Como fazer uma viagem barata para os Estados Unidos?

Veja como fazer uma viagem barata para os Estados Unidos

Fazer uma viagem barata para os Estados Unidos parece ser algo inviável. Afinal, além de ser o destino preferido de muitos turistas no mundo inteiro, a alta do dólar deixa o orçamento mais caro. Contudo, essa não é uma missão impossível. Com muita pesquisa e as ferramentas certas, dá para conhecer a terra do Tio San com menos do que se imagina. 

Por isso, nós decidimos elaborar este post para explicar como você pode viajar para os Estados Unidos sem gastar uma fortuna. Vamos contar alguns hacks bem interessantes que vão render uma boa economia nas passagens, hospedagem e até mesmo nas comprinhas durante a sua trip. Duvida? 

Então, continue a leitura deste post. 

Dá para fazer uma viagem barata para os Estados Unidos? 

Apesar dos Estados Unidos não ser o destino mais econômico do mundo, é sim possível fazer uma viagem pagando menos. Aqui vale aquele conselho de que o conceito de caro e barato é relativo. Assim, o primeiro passo é estar ciente daquilo que você espera e então buscar um equilíbrio entre as suas expectativas e o seu bolso. 

Será que é possível fazer uma viagem barata para os Estados Unidos?
Será que é possível fazer uma viagem barata para os Estados Unidos?

Como se preparar financeiramente? 

Com o dólar passando dos R$ 5,00, preparar-se financeiramente é fundamental. Um dos motivos que impedem muitos brasileiros de realizar viagens como essas é a falta de consistência para poupar. Grande parte das pessoas colocam o dinheiro na poupança ou ainda estão tentando encher o velho porquinho. 

Bem, se você não quer passar uma vida tentando economizar para uma viagem, aqui vai a primeira dica: crie o hábito de guardar uma pequena quantia. Assim, será possível projetar em quanto tempo será possível realizar o seu sonho. Para potencializar essa poupança, a nossa sugestão é que você invista esse dinheiro. 

Aprenda a aplicar seu dinheiro para a viagem
Aprenda a aplicar seu dinheiro para a viagem

Calma, se você nunca investiu e não sabe nada sobre o assunto, não precisa se desesperar. Hoje, muitas contas digitais já oferecem rendimento superior ao da poupança. Basta deixar o dinheiro na conta para ele começar a render. Quem já tem mais habilidade pode escolher aplicações mais arrojadas como CDBs, Tesouro Direto e Fundos de Investimento. 

Fazendo isso, o seu dinheiro vai render mais e até a data da viagem você terá uma quantia extra. Isso quer dizer que alguns itens vão ser pagos sem que seja necessário gastar mais. Por fim, é importante manter a consistência da poupança. Assim, o ideal é programar para que todo mês o valor destinado à viagem seja aplicado automaticamente. 

Planejando para uma viagem barata para os Estados Unidos

Poupar e investir são atitudes muito importantes para quem não quer ficar preocupado durante a trip. Contudo, fazer uma viagem barata para os Estados Unidos exige alguns hacks. Essas estratégias vão de fato garantir preços menores e uma bela economia no seu orçamento. Confira! 

Encontrando as passagens

Em geral, as passagens aéreas representam a maior porcentagem do orçamento de uma viagem. Contudo, é possível encontrar bilhetes com bons preços. Mas, para isso é necessária muita pesquisa e ficar atento às promoções das companhias aéreas. Outra alternativa é utilizar os programas de fidelidade. 

Por meio dessas plataformas é possível emitir passagens, pagando apenas a taxa de embarque. Ter milhas para garantir os bilhetes aéreos já é uma grande vantagem, mas nós ainda temos os sweet spots. Trata-se de trechos com preços bem menores do que na maioria dos programas de fidelidade. 

Então, suponha que o seu objetivo seja viajar para Nova York. Assim, o programa TAP Miles&Go oferece bilhetes com milhas a preço fixo. Em classe executiva é possível resgatar passagens por 50 mil cada trecho, ou seja, 100 mil pontos, ida e volta mais taxas. Esse valor permanece durante o ano inteiro, exceto em julho. 

Passagem para Nova Iorque na executiva
Passagem para Nova Iorque na executiva

Pulo do gato

Você pode pensar que a dica de usar milhas para resgatar a passagem aérea não vai funcionar. Mas, é aí que vem o nosso pulo do gato. Nós já sabemos que uma viagem para os Estados Unidos na Executiva custa 100 mil pontos. Porém, você não tem essa quantidade de milhas no Miles&Go para realizar o resgate. O que fazer? 

Como sabemos, a Livelo é parceira da TAP Miles&Go e você pode transferir pontos na paridade 1:1. Assim, o programa do cartão oferece com frequência desconto na compra de milhas e nós conseguimos até 50% de desconto. O valor do milheiro custa R$ 70,00, mas na promoção passa a custar R$ 35,00. 

Promoção Livelo de  compra de pontos do 50% de desconto
Promoção Livelo de compra de pontos do 50% de desconto

Dessa forma, suponha que você comprou na promoção 75 mil milhas com 50% de desconto. Ou seja, pagou R$ 2.625,00 pelos pontos Livelo. Bom, agora é o momento do nosso “plot twist”. Com frequência a Livelo realiza campanhas de transferência bonificada em parceria com a TAP Miles&Go. Nessas ocasiões é possível acumular até o dobro de milhas. 

Então, suponha que você aproveitou essa promoção de transferência e ganhou 50% de bônus. Ou seja, no final das contas você ficou com 110 mil pontos, suficiente para resgatar as passagens e ainda ficou com 10 mil na conta. Resumindo, o seu bilhete ida e volta para Nova York custou apenas R$ 3.094,96 já com as taxas de embarque inclusas. Dá uma olhada no preço deste trecho em dinheiro. 

Olha a quanto você pagaria por uma passagem na excutiva
Olha a quanto você pagaria por uma passagem na excutiva

A acomodação 

Nas passagens aéreas você já conseguiu uma bela economia e ainda vai viajar na classe executiva. Certamente, sem as dicas deste post você pagaria bem mais pelos seus bilhetes e ainda voaria num assento desconfortável. Assim, para uma viagem barata para os Estados Unidos e com conforto, a escolha do hotel é outro ponto muito importante. 

Uma acomodação em Nova York, por 4 noites, para 2 pessoas custa no mínimo R$ 2019,00. É um valor até razoável, considerando que você vai se hospedar em uma das cidades mais caras do mundo e se você quer ficar bem localizado. Contudo, é possível pagar menos no valor da diária. Alguns sites oferecem as chamadas vendas “opacas”. 

Reserva  Hotwire
Reserva Hotwire

Ou seja, você realiza a reserva de um hotel com base em algumas descrições importantes como estrelas, localização, avaliação de outros hóspedes e possíveis redes as quais o hotel pertence. Contudo, o fato de não saber qual será o hotel até a conclusão da reserva, rende uma boa economia. Assim, no site da Hotwire é possível realizar uma acomodação 4 estrelas de redes famosas por US$ 92,00 a diária ou R$ 1.948,44 por 4 noites. 

Ingressos em atrações turísticas

O que não faltam são atrações turísticas para visitar nos Estados Unidos, muitas delas pagas. Assim, como fazer para pagar o menor valor possível nesses tickets? A primeira dica é pesquisar para ver se alguma das atrações que você quer conhecer oferece entrada gratuita em algum dia.  

Caso isso não seja possível, estaremos diante de um dilema. Pois, há um consenso de que comprar os ingressos na entrada da atração é mais em conta. Porém, falando dos Estados Unidos, há exceções, um bom exemplo são os parques da Disney. Atualmente os parques exigem que os visitantes escolham o período de utilização e agendem a visita em cada complexo. 

Comprar os ingressos com antecedência pode render uma boa economia
Comprar os ingressos com antecedência pode render uma boa economia

Com essa dinâmica, deixar para comprar o ingresso na bilheteria é um risco. Assim, para garantir um bom preço será necessário pesquisar. Hoje, muitas agências oferecem ingressos dos parques da Disney e dá para conseguir desconto à vista. Outra estratégia para economizar é fugir do IOF. 

A maioria dos sites que vendem ingressos de atrações americanas, com bom preço, cobram em dólar e permitem o parcelamento. Contudo, em compras internacionais com o cartão de crédito, há a cobrança do IOF que pode colocar a perder toda a sua economia. Assim, a saída é utilizar uma conta digital internacional para pagar os seus ingressos.  

Câmbio

Para uma viagem barata para os Estados Unidos, não podemos deixar de considerar os valores gastos com alimentação e transporte. Afinal, todas essas despesas serão em dólar. Contudo, quem quer economizar, já precisa pensar nesse detalhe durante o planejamento, pois, nesse caso, a economia acontece durante a troca de moedas. 

Isso mesmo. O que conta é o quanto você pagou para converter reais em dólar. Assim, o objetivo é garantir o melhor câmbio possível. Para isso, crie o hábito de olhar a cotação do dólar diariamente. Dessa forma, você vai saber quando encontrar uma boa oportunidade. Outra estratégia é realizar a troca aos poucos, assim, chega-se a um preço médio melhor do que se comprado todo de vez. 

Fique de olho nas cotações para garantir o melhor câmbio
Fique de olho nas cotações para garantir o melhor câmbio

Por fim, abra uma conta internacional. Por meio dessas contas é possível comprar dólar com a cotação comercial. Além disso, o IOF é de 1,1% e o spread costuma ser de no máximo 2%. Por fim, essas instituições oferecem cartão de débito para compras no exterior, sem nenhum custo ou taxas.   

Gostou das nossas dicas para uma viagem barata para os Estados Unidos? Então confira outros posts para ajudar a planejar as suas próximas férias: 

O que fazer em Curitiba em 3 dias: Roteiro para 2024 Como abrir uma conta em dólar no Brasil Unidas Mastercard 2024: tudo sobre a parceria no aluguel de carros O que são Milhas aéreas?