Principais dúvidas para emitir passagem com milhas

Como emitir passagem com milhas

Viajar sem pagar nada é o objetivo de qualquer pessoa que participa de um programa de fidelidade. Entretanto, emitir passagem com milhas, apesar de ser um processo bastante simples, ainda é algo que gera muitas dúvidas. Basicamente, tudo o que você precisa fazer é escolher o seu voo e pagar com pontos. 

Contudo, para que você realize todo esse processo com segurança, nós criamos este post. Nele respondemos as principais dúvidas para quem deseja emitir passagem com milhas. Depois deste artigo, temos certeza que vai ser muito mais fácil pagar as suas viagens sem colocar a mão no bolso. 

Solucione todas as suas dúvidas sobre emitir passagem com milhas, continue a leitura deste post!   

Quantas milhas preciso para emitir uma passagem? 

Depende. Assim como os bilhetes pagos em dinheiro o custo para emitir passagem com milhas é dinâmico. Para começar, as companhias aéreas costumam reservar apenas uma porcentagem dos assentos de uma aeronave para clientes que compram com pontos. Assim, à medida que esses lugares são preenchidos e a procura é alta, o valor muda. 

Da mesma forma, a distância entre a origem e destino e frequência de voos naquele trecho afetam o preço da passagem com milhas. Assim, é quase impossível dizer qual será o valor exato de um bilhete com pontos. Por outro lado, existem os chamados “sweet spots”. Tratam-se de resgates com preços fixos e um valor bem interessante. 

A quantidade de milhas necessárias para resgatar um voo depende de alguns fatores
A quantidade de milhas necessárias para resgatar um voo depende de alguns fatores

Por exemplo, a Iberia oferece voos do Brasil para Espanha por apenas 86 mil milhas, ida e volta. Da mesma forma, a TAP conta com passagens saindo de São Paulo para os Estados Unidos por 100 mil milhas em classe executiva. Nesses casos, o viajante tem uma quantidade fixa de pontos necessários para o resgate. 

Além desses casos, existem as promoções. Nessas ocasiões os passageiros podem encontrar resgates de 5.000 a 3.000 pontos por trecho. Não se trata de uma regra, mas com certa frequência é possível comprar bilhetes pagando esses valores. Por isso, é preciso ficar atento às promoções dos programas de fidelidade. 

Veja também: 

Posso emitir passagem com pontos do cartão? 

Sim. Existem duas maneiras de usar os pontos do cartão de crédito para emitir passagem. A primeira e mais comum é transferir esses pontos para os programas de fidelidade. Contudo, algumas plataformas de bancos permitem que os clientes resgatem voos diretamente no site. Por exemplo, é possível comprar bilhetes no site da Livelo e Esfera. 

Emitir passagens diretmente no programa do cartão de crédito não é uma boa opção
Emitir passagens diretmente no programa do cartão de crédito não é uma boa opção

Contudo, comprar passagens diretamente no programa do cartão de crédito não é a melhor ideia. Acontece que na maioria dos casos o preço para resgatar essas passagens é bem mais caro do que nas companhias aéreas. Em geral os bilhetes oferecidos por essas empresas têm um custo inflacionado. Sem contar que você perde a oportunidade de participar das promoções de transferência.   

Preciso ser o dono dos pontos para emitir passagem com milhas? 

Não! Os programas de fidelidade permitem aos seus participantes emitir passagem com milhas para terceiros. Graças a essa permissão, hoje já existe um mercado de milhas. Por meio dele é possível comprar e vender pontos. Basicamente, são pessoas que desejam ganhar uma grana, emitindo bilhetes para quem quer economizar. 

Você não precisa ter pontos para emitir passagem com milhas
Você não precisa ter pontos para emitir passagem com milhas

Nesses casos, o dono das milhas emite a passagem com milhas, no seu nome. Como os pontos não são seus, você precisará pagar por eles. Esse pagamento nada mais é que o valor da passagem em milhas convertida em reais. Essa prática já é bem comum aqui no Brasil. Inclusive, na nossa plataforma, Império das Passagens, você encontra vários bilhetes com bom preço emitido com milhas. 

Posso emitir passagem com milhas em outra companhia aérea?

Essa é uma das belezas de participar dos programas de fidelidades. Felizmente essas empresas contam com parcerias com outras companhias aéreas para permitir que você utilize seus pontos para emitir passagens. Para começar é preciso saber quais empresas têm aliança com o seu programa. 

Graças as parcerias entre os programas de fidelidade podemos emitir pasagens com milhas de um programa para voar em outras companhias
Graças as parcerias entre os programas de fidelidade podemos emitir pasagens com milhas de um programa para voar em outras companhias

A partir daí, basta escolher o trecho e realizar o resgate. Em muitos programas é possível realizar esse processo por meio do site. Contudo, em alguns casos é necessário ligar para a central de atendimento e solicitar a emissão. Além disso, algumas empresas trabalham com tabela para emitir passagem com milhas em companhias parceiras.  

É possível remarcar ou cancelar uma passagem com milhas? 

Basicamente, remarcar ou cancelar uma passagem com milhas tem o mesmo impacto dos bilhetes comprados em dinheiro. Ou seja, essas mudanças podem custar caro. A maioria das companhias cobram uma taxa ou multa quando o cliente decide cancelar ou alterar a viagem. Contudo, a maior preocupação é com relação aos pontos. 

Sim, é possível cancelar uma passagem com milhas
Sim, é possível cancelar uma passagem com milhas

Em geral, os programas de fidelidade reembolsam as milhas. Contudo, há um prazo para que o cliente tenha direito a receber os pontos. Além disso, se as milhas estavam prestes a vencer, você corre o risco de perdê-las entre o resgate e o cancelamento. Por outro lado, assim como no caso dos bilhetes comprados em reais, o passageiro pode cancelar sem custo em até 24 horas. 

Confira outros conteúdos que podem lhe interessar: 

Cancelar ou remarcar passagem com milhas na pandemia

Durante a pandemia, o cancelamento e alterações de voos ficaram mais comuns. Por isso, as regras para essa mudança foram flexibilizadas. Em geral, quando a companhia altera o voo o cliente pode escolher uma nova data sem custos. Da mesma forma, em casos de viagem cancelada o passageiro pode optar por uma nova data ou o reembolso integral das milhas sem multas. 

Emitir passagem com milhas é sempre a melhor opção? 

Viajar sem ter que pagar pelas passagens aéreas é maravilhoso. Mas, será que emitir passagem com milhas é sempre a melhor opção? A resposta é não. No início deste post nós falamos que o preço desses é dinâmico. Isso quer dizer que, em alguns casos, não vale a pena usar os seus pontos. 

Milhas são dinheiro. Por isso é preciso diferenciar quando o preço de uma passagem com pontos é bom ou não. A melhor maneira de encontrar essa resposta é descobrir o custo da oportunidade. Como sabemos, é possível vender as suas milhas. Assim, o ideal é descobrir o quanto você ganharia caso decidisse comercializar os seus pontos. 

Nem sempre emitir passagem com milhas é a melhor opção
Nem sempre emitir passagem com milhas é a melhor opção

Então, suponha que uma passagem custa 10 mil milhas. Contudo, em reais o mesmo bilhete custa R$ 150,00. Imagine que o milheiro custa R$ 19,00. Nesse caso, se você vendesse os seus pontos receberia R$ 190,00. Ou seja, o suficiente para comprar o trecho e ainda sobraria R$ 40,00 de lucro. Esse é um exemplo em que não vale a pena resgatar com pontos. 

Comprar passagem com milhas gera novos pontos? 

Infelizmente, emitir passagem com milhas não acumula pontos. Esse é um benefício exclusivo para a compra de bilhetes em reais. Por outro lado, a Smiles permite que os seus participantes acumulem trechos qualificáveis ao resgatar passagens com milhas. Vale lembrar que esses trechos servem para o upgrade de categoria.  

Infelizemente passagens emitidas com milhas não geram pontos
Infelizemente passagens emitidas com milhas não geram pontos

Comprar passagem com milhas é algo extremamente simples. Em geral, o processo é bem parecido em todas as companhias aéreas. O mais importante é conhecer as regras da empresa em que pretende realizar o resgate e ter bastante atenção para que não ocorra nenhum contratempo. 

Então, ficou alguma dúvida sobre emitir passagem com milhas? Conte pra gente nos comentários!