Compras no Paraguai: é mesmo a opção mais econômica?

Descubra se vale a pena fazer compras no Paraguai

Com certeza você já deve ter ouvido que fazer compras no Paraguai é vantajoso, principalmente quando se trata de produtos importados. Geralmente, quando as pessoas viajam para Foz do Iguaçu um dos programas é cruzar a fronteira para garantir eletrônicos, bebidas e outros itens com um preço abaixo do praticado aqui no Brasil. 

Mas, será que vale mesmo a pena fazer compras no Paraguai? Se você acompanha o blog do Império, sabe que recentemente visitamos o país vizinho. Assim, durante a nossa viagem fizemos essa mesma pergunta. Por isso, neste post você descobre se ainda vale a pena comprar no Paraguai e quais opções são mais vantajosas. 

Quer saber se vale a pena comprar no Paraguai? Então, venha com a gente! 

Afinal, por que comprar no Paraguai é tão valorizado?

Não é de hoje que muitos brasileiros cruzam a fronteira e vão até Ciudad Del Este em busca de preços baixos. Mas como explicar a diferença de valores de um mesmo produto no Paraguai e no Brasil? Bem, no país vizinho adota-se o sistema de tributação única, também conhecido com IVA (Imposto sobre Valor Agregado). 

Entretanto, esse imposto não é cobrado de visitantes estrangeiros. Assim, quando nós, brasileiros vamos até o Paraguai para fazer compras temos isenção de 10% sobre o valor dos produtos. O mesmo não acontece quando adquirimos om produto importado aqui no Brasil. 

O Paraguai atrai muitos brasileiros em busca de produtos importados com preços baixos
O Paraguai atrai muitos brasileiros em busca de produtos importados com preços baixos

Quando compramos um produto importado aqui, além do seu preço real temos que pagar uma série de encargos. Os principais impostos são ICMS, PIS, CONFINS e SISCOMEX. Uma verdadeira sopa de letrinhas. Assim, somando esses impostos o custo final de um produto estrangeiro chega a ser 70% maior que o seu valor original. 

Já dá para imaginar por que fazer compras no Paraguai se tornou algo tão popular entre os brasileiros, não é mesmo? Além da proximidade, nós ficamos isentos de mais de 70% de imposto e ainda temos 10% de desconto, visto que o Paraguai não cobra o IVA para clientes estrangeiros. 

Vale a pena fazer compras no Paraguai? 

Agora você já sabe por que fazer compras no Paraguai é mais barato do que aqui no Brasil, mas será que realmente vale a pena? Bom, embora os preços praticados no país vizinho sejam muito atrativos, existem outras questões que devemos considerar. Provavelmente você já ouviu alguém usar a expressão “é do Paraguai” como sinônimo de algo falsificado, de procedência duvidosa.

Bem, ao longo dos anos o Paraguai herdou a fama de comercializar produtos falsificados e de péssima qualidade. Assim, quem vai ao país para fazer compras precisa estar muito atento a procedência dos produtos. Por lá a oferta de itens falsos é muito grande. Além disso, você é abordado o tempo inteiro por pessoas oferecendo “ajuda”. 

Em geral, essas pessoas se oferecem para levar você nas lojas que são reconhecidamente confiáveis. Mas, na verdade, elas levam para outras lojas com nome muito semelhantes e logomarca parecidas. Isso aconteceu com um dos integrantes da nossa equipe. Na primeira vez que esteve em Ciudad del Este queria visitar a Cell Shop, na ocasião pediu ajuda na rua e acabou parando em outra loja. Por sorte ela desconfiou e conseguiu escapar do golpe. 

Veja também: 

Compras em dólar

Outro ponto que você precisa ficar atento é a cota de compras. No Paraguai, assim como em outros países, nós podemos comprar no máximo US$ 500,00 isento de taxas. Essa limitação tem validade de 30 dias. Ou seja, se você foi ao Paraguai hoje e gastou US$ 500,00. Só poderá fazer compras novamente daqui a um mês. 

Por fim, no Paraguai você pode pagar em Guarani, Dólar ou Reais. Contudo, os preços apresentados na gôndola são sempre em dólar. Ou seja, durante as compras será necessário fazer a conversão e é aí que está o problema. Há alguns anos, os brasileiros que faziam compras no Paraguai economizavam muito porque a diferença entre as moedas era menor. 

No Paraguai os preços são todos em dólar
No Paraguai os preços são todos em dólar

Em 2017, por exemplo, US$ 1,00 equivalia a R$ 3,31. Já em 2011, US$ 1,00 custava R$ 1,83. Ou seja, quem viajou para o Paraguai na última década comprou muito pagando pouco. Contudo, desde março de 2020 o dólar não sai da casa dos R$ 5,00 o que diminui bastante a margem de economia. 

Dólar a R$ 5,70

Além de precificar todos os produtos em dólar, cada loja tem a sua própria cotação. Ou seja, existe o câmbio real do país. Contudo, os estabelecimentos acabam aumentando ou diminuindo alguns centavos o que pode atrapalhar os planos de compras no Paraguai. No dia em que vistamos Ciudad del Este o dólar estava a R$ 5,70. 

Entretanto, no momento em que produzimos este artigo, a cotação no país era de R$ 5,77. E na Cell Shop o câmbio era de R$ 5,80. Na mesma data, US$ 1,00 valia R$ 5,65 aqui no Brasil. Ou seja, estava mais caro comprar no Paraguai do que aqui. Essa situação tem se repetido tornando as compras no país vizinho cada vez menos vantajosa.  

Qual alternativa é melhor que fazer compras no Paraguai?

Fazer compras no Paraguai já foi uma prática muito vantajosa. Porém, como vimos neste post, a alta do dólar acabou impactando as compras no país vizinho. Assim, é preciso encontrar novas saídas para continuar economizando. Nesse sentido, a estratégia consiste usar os programas de fidelidade para conseguir descontos. 

Para explicar como funciona vamos supor que você queira comprar um iPhone 12, 256 GB. No Paraguai em custa US$ 999,00. Aqui no Brasil o mesmo produto sai por R$5.579,10 no Magazine Luiza. Vamos considerar a compra a vista, já que essa seria a forma de pagamento em Ciudad del Este. 

Se no dia da compra a cotação estivesse a R$ 5,70, como encontramos, o iPhone 12 256 GB sairia por R$ 5.694,30. Ou seja, R$ 115,20 mais caro. Sem falar que o valor do smartphone ultrapassou US$ 499,00 do limite de compras. Isto quer dizer que, caso você fosse parado na Receita Federal teria que pagar no mínimo 50% sobre o excedente. 

Continue lendo: 

O pulo do gato

Ainda temos um pulo do gato para baratear ainda mais a compra do seu iPhone no Brasil. Com frequência os programas de fidelidade oferecem pontos extras para a compra em lojas parceiras. Durante a Black Friday o TudoAzul ofereceu 10 pontos por real em compras na Magalu. Isso quer dizer que, ao adquirir o iPhone 12, você receberia 55.791 pontos. E é aqui que a mágica acontece. 

Os 55.791 pontos que você ganhou podem ser comercializados. Enquanto produzíamos este artigo o milheiro do programa estava custando R$ 20,80. Ou seja, com a venda você receberia cerca de R$ 1.160,00. Isso quer dizer que, na prática, o iPhone 12 comprado no Brasil custou R$ 4.419,10. Ou seja, uma economia de R$ 1.275,20 em comparação com a compra no Paraguai. Isso, sem contar o risco de ser taxado. 

Cotação da venda de milhas TudoAzul
Cotação da venda de milhas TudoAzul

Fazer compras no Paraguai não é a melhor opção do momento para quem pensa em economizar. Contudo, graças as milhas, podemos comprar diversos produtos importados pagando igual ou até menos do que no exterior. E o melhor, sem limitação de valor e sem o risco de ser taxado. 

Mas, não é só na compra de produtos importados que as milhas são nossas aliadas. Com elas conseguimos uma série de benefícios, além de renda extra. Se você quer saber como fazer isso, participe do Close Friends do Império. Em nosso grupo exclusivo ensinamos o passo a passo para aproveitar as melhores oportunidades deste mercado. Clique no banner abaixo e faça parte.