Como investir em milhas? Aprenda o básico para começar

Como investir em milhas
Aprenda a investir em milhas

Nos últimos anos acompanhamos o surgimento e expansão de um novo mercado. O mundo dos programas de fidelidade passou a representar mais do que a possibilidade de resgatar passagens aéreas sem gastar dinheiro. Hoje, já falamos sobre investir em milhas. Isso mesmo, de uma “simples” recompensa esse item se tornou um ativo de valor. 

Por isso, muitas pessoas têm despertado o interesse em conhecer esse universo mais a fundo. Se você é uma delas, então está no lugar certo! Pois, elaboramos este post para ensinar como é possível investir em milhas colocando em prática algumas atitudes simples. Também vamos falar sobre armadilhas no meio do caminho e o que fazer com os pontos acumulados.

Descubra!

Por que investir em milhas?

Se você chegou até aqui é porque entende que investir em milhas pode trazer algum benefício. Entretanto, vamos falar de números para ficar ainda mais clara as vantagens de acumular pontos. A Associação Brasileira de Empresas do Mercado de Fidelidade (ABEMF), todos os anos faz uma avaliação do segmento e analisa alguns indicadores. 

Assim, atualmente cerca de 150 milhões de brasileiros estão cadastrados em programas de fidelidade. Todas essas pessoas juntas acumularam até o 2 trimestre de 2020 41,9 bilhões de pontos e milhas. Contudo, apenas 26,2 bi foram resgatados com algum tipo de produto ou serviço. E o que isso quer nos dizer?

De maneira bem direta quer nos dizer que o número de pessoas participando de programas de fidelidade cresceu nos últimos anos, mas ainda assim, falta conhecimento para acumular e aproveitar os pontos e milhas da melhor maneira possível. Assim, quem tem mais informação sobre esse mercado pode investir ter mais vantagens com ele.

Quais as alternativas para quem vai investir em milhas? 

Como vimos os números mostram que esse é um mercado crescente. Assim, ao investir em milhas você deve entender quais são os seus objetivos. Se a sua intenção é realizar mais viagens o seu projeto será mais focado em acumular para resgatar bilhetes aéreos assim como conseguir mais benefícios dentro do programa. 

Investir em milhas pode gerar renda extra e mais viagens
Investir em milhas pode gerar renda extra e mais viagens

As categorias de elite, por exemplo tornam a experiência do viajante ainda melhor. Mas, na maioria dos casos, quem investe em milhas está visando ganhar dinheiro com a venda deste ativo. Como sabemos, a comercialização de milhas já é uma prática comum aqui no Brasil. Contudo, para ter lucro nesse mercado é preciso desenvolver algumas habilidades e adotar certas posturas para garantir um retorno positivo.

Confira outros conteúdos para investir em milhas:

Dicas práticas para investir em milhas

Investir em milhas vai além de simplesmente participar de um programa de fidelidade. Existem algumas atitudes que o investidor deste mercado deve ter. Por isso, separamos aqui cinco dicas práticas para quem está começando, mas deseja lucrar com milhas. Confira. 

Conheça o mercado 

O primeiro passo para quem quer investir em milhas é conhecer o terreno no qual está pisando. Além dos números de mercado é importante entender como funciona de fato a venda de milhas. Nesse sentido, você deve saber quais são as empresas que comercializam esse ativo, como elas trabalham, qual a diferença entre elas. 

Da mesma forma, você deve dominar as principais formas de comercializar milhas (direta e indireta), como é estabelecido o valor de compra e venda e de quais plataformas é possível negociar pontos. Para quem ingressa nesse mundo é sempre bom saber qual programa de fidelidade tem milhas com preço mais atrativo no mercado. Além disso, a experiência de outras pessoas pode enriquecer o seu conhecimento sobre esse universo. 

Cartão de crédito o seu principal aliado

Os cartões de crédito são vistos por muitas pessoas como os vilões da saúde financeira. Mas, eles são os melhores aliados para quem deseja investir em milhas. Assim, se esse é o seu objetivo, aprenda a utilizar essa ferramenta. Tenha um plástico que acumule pontos e concentre nele o máximo de despesas que puder. 

Cartão de crédito é o maior aliado de quem investe em milhas
Cartão de crédito é o maior aliado de quem investe em milhas

Já falamos aqui no blog que é possível acumular milhas pagando a conta de água, luz, internet e gás. Se você já é cliente antigo de alguma instituição financeira não deixe de usar essa justificativa para conseguir um cartão melhor junto ao banco. Para quem é casado ou possui filhos maiores de idade o cartão adicional será um bônus para juntar ainda mais pontos. 

Ainda falando sobre cartões de crédito gostaríamos de salientar que toda estratégia para investir em milhas usando essa ferramenta passa por uma boa administração financeira. Ou seja, usar o plástico para juntar pontos não quer dizer que você pode gastar indiscriminadamente, estourar o limite ou deixar de pagar a fatura. 

O plano de acumular milhas com cartão só vai dar certo se você o utilizar com sabedoria e responsabilidade. Caso contrário ele deixa de ser um aliado e se torna um inimigo não só da sua estratégia de acumular milhas, mas também da sua saúde financeira. Por isso, muita atenção.

Participe de clube de milhas

Nem sempre você vai conseguir acumular a mesma quantidade de pontos apenas usando cartão de crédito ou resgatando os trechos voados. Assim, quem investe em milhas precisa garantir que sempre terá um estoque deste ativo. Dessa forma, participar dos clubes dos programas de fidelidade pode ser uma parte da sua estratégia. 

Quem assina o clube de milhas acumula uma quantidade fixa deste benefício todos os meses e pagando um valor menor do que na compra avulsa. Além disso, esses planos oferecem outras vantagens como desconto na compra de passagens, pontos qualificáveis, mais bônus nas promoções de transferência e em alguns casos upgrade de categoria. 

Ou seja, além de garantir que sempre terá pontos em sua conta você ainda vai desfrutar de outros benefícios e até mesmo acumular mais milhas. Mas atenção! Antes de assinar o clube avalie quanto vai pagar pelo milheiro e quanto receberia pela venda. Tenha em mente que a sua intenção é investir para ter lucro depois.  

Saiba reconhecer oportunidades e armadilhas 

Como sabemos os programas de fidelidade muitas vezes oferecem armadilhas com cara de oportunidades e saber reconhecê-las faz parte de garantir que a sua estratégia de investir em milhas seja bem sucedida. Um exemplo comum e recorrente é a compra de pontos. Na maioria das situações nós não recomendamos que você faça isso. 

O principal motivo é que os programas de fidelidade cobram caro pela venda de milhas. Em média a compra de mil pontos custa R$ 70,00, entretanto, não dá para resgatar uma passagem aérea com esse montante. Para quem pensa em comercializar esse benefício o custo é ainda maior pois o preço de venda deste ativo gira em torno de R$ 20,00 a R$ 23,00. 

Diferenciar oportunidades e armadilhas é muito importante para quem investe em milhas
Diferenciar oportunidades e armadilhas é muito importante para quem investe em milhas

Ou seja, comprar milhas em condições normais para resgatar bilhetes ou para vender não é uma boa ideia. Entretanto, em alguns casos essa operação pode ser interessante. De vez em quando os programas oferecem desconto na aquisição de pontos. Geralmente, junto com a transferência bonificada. 

Nessas ocasiões o valor do milheiro tem entre 60% e 80% de desconto, isto é, um valor bem próximo ao praticado no mercado alternativo. Quando isso acontece a compra é interessante. O mesmo vale para transferências entre contas. Só faça se o programa lhe oferecer bônus que superem o custo da operação. 

Gerencie suas milhas

Por fim, quem deseja investir em milhas deve ter total noção de tudo que acontece no programa de fidelidade e com seus pontos. Assim, é importante saber quando os pontos vão vencer, qual o valor de compra e venda do benefício e as promoções de transferência. Mas, nem sempre dá para ficar buscando essas informações todos os dias. 

Por isso, ter uma plataforma que nos ajude nesse sentido faz toda diferença. Os gerenciadores de milhas são uma “mão na roda” para quem investe nesse mercado, pois reúnem informações sobre promoções, validade dos pontos, preço de venda e muito mais. A boa notícia é que existem ferramentas gratuitas para nos ajudar nesse processo. 

Assim, se você quer investir em milhas não deixe de utilizar um gerenciador. Da mesma forma, crie uma planilha para registrar todas as suas transações envolvendo pontos. Fazendo isso, você terá uma visão clara do seu progresso e poderá ajustar a rota sempre que necessário. 

Outros conteúdos que podem interessar:

O próximo passo para investir em milhas

Investir em milhas tem se mostrado uma atividade vantajosa. Neste post vimos algumas atitudes que você deve ter se quiser ter sucesso nesse mercado. A nossa dica para quem está começando é estudar bastante, ler sobre o assunto. Tente reunir o máximo de informações possíveis para investir com segurança. 

Confira as dicas do Impera para investir em milhas

A experiência de quem já investe em milhas também é muito importante. Aprender com os erros e acertos de alguém torna a nossa jornada mais tranquila. Por isso, desenvolvemos o Curso Império das Milhas. Nele o Leandro Cardoso, fundador do Império ensina o passo a passo para você se tornar um expert no assunto. 

São 14 módulos que vão desde o básico ao avançado. Tudo para você aprender a acumular milhas até com o cafezinho, viajar com mais conforto pagando menos e ainda lucrar com a venda. Além de todo esse conteúdo, Leandro conta segredos sobre esse mercado que fazem toda diferença para quem quer investir em milhas. 

Ficou interessado? Então se inscreva na Lista Vip para a próxima turma do Curso Império das Milhas.