Como vender milhas? Aprenda passo a passo

vender milhas
Tudo que você precisa saber para vender milhas

Acumular pontos e participar de programas de fidelidade se tornou comum na vida de muitos brasileiros. Entretanto, com a expansão desse universo o resgate de passagens aéreas deixou de ser a única opção de uso desses benefícios. Nos últimos anos surgiu um mercado voltado para esse tipo de produto e hoje, entre outra coisas, é possível vender milhas. 

É claro que quando falamos em vender milhas muitas perguntas podem surgir, desde a legalidade desse tipo de operação até o processo para comercializar esse benefício. Então, se você quer ganhar dinheiro com seus pontos, mas não sabe como chegou ao lugar certo. Neste post vamos ensinar o passo a passo da venda, as vantagens e muito mais.

Partiu lucrar com milhas? 

Vender milhas é legal? 

A venda de milhas ainda é um assunto bem controverso. Mas, o principal motivo para tanta polêmica é a falta de conhecimento a respeito do processo e também de alguns dos nossos direitos como consumidor. Então, para começo de conversa, vender milhas é legal! A prática de comercialização deste produto é amparada pela Constituição Federal no artigo 5º, inciso II.

Da mesma forma, o Código de Defesa do Consumidor alerta que cláusulas abusivas que imponha ao usuário renunciar direitos que são seus, devem ser anuladas. Ou seja, a regra dos programas de fidelidade que proíbem a venda sob pena de perder as milhas é considerada é imprópria, pois fere os nossos direitos como consumidores. 

Apesar de ainda não existir uma lei que trate especificamente da venda de milhas, podemos ficar tranquilos quanto a legalidade desse processo. Estamos cobertos pelo Código de Defesa do Consumidor e pela Constituição Federal que é a lei fundamental e suprema do nosso país. 

Qual o processo para vender milhas? 

Agora que você já sabe que vender milhas não é ilegal deve estar ansioso para começar a lucrar com os pontos que estão na sua conta no programa de fidelidade, não é mesmo? Comercializar milhas é muito simples, são basicamente duas pessoas sendo que uma está interessada em vender e a outra em comprar. 

Entretanto, quem pretende comprar os seus pontos na verdade, está querendo adquirir passagem aérea com um valor mais baixo do que o oferecido pelas companhias aéreas. Ou seja, quando falamos em vender milhas queremos dizer que vamos usar esse benefício para resgatar um bilhete para outra pessoa e assim ganhar dinheiro. 

Atualmente, existem duas formas de comercializar esses benefícios: venda direta e indireta.

Venda direta

Na venda direta você é responsável por todo o processo. Isto é, encontrar um comprador, negociar o valor das milhas e emitir a passagem. Geralmente, quem opta por essa forma de comercialização está interessado em ter um lucro maior, pois, fez tudo sozinho e por isso não precisa dividir o ganho com ninguém. A desvantagem é que você terá que resolver os possíveis problemas que possam surgir durante e após a negociação. 

Venda indireta

Para quem não quer ter o trabalho de encontrar um comprador ou ficar preocupado se vai receber o valor combinado e também não quer resolver eventuais problemas, é possível vender as milhas de maneira indireta. Nessa situação você pode escolher entre deixar que uma empresa cuide de todo processo ou que ela apenas faça a intermediação. 

Se você é daqueles que gosta de praticidade os sites que compram milhas é a melhor opção. Nesse caso você vai negociar a venda diretamente com a empresa sem precisar se preocupar com quem vai usar os seus pontos depois. Para realizar essa operação é preciso fazer o cadastro na plataforma escolhida e em seguida solicitar uma cotação.

Depois de saber quanto as suas milhas valem naquele dia você deve informar quanto deseja vender. Nesse processo é preciso fornecer a sua senha e login no programa de fidelidade para que a empresa realize a emissão de passagens com os pontos que foram vendidos. 

Além dos sites de compra, existem algumas plataformas que realizam a intermediação entre compra e venda. Nesse caso, você faz uma oferta de quantidade e preço pelo qual deseja vender os pontos. Assim, se alguém aceitar a sua proposta é fechado o negócio e as milhas ficam à disposição da empresa para que seja feita a emissão do bilhete. 

Ou seja, no processo de intermediação também é preciso fornecer seus dados da conta do programa de fidelidade para a empresa. Com relação ao pagamento, em ambos os casos a plataforma é quem fica responsável pela transação e eles tem um prazo que pode chegar a 33 dias para fazer o depósito em conta bancária. 

Continue aprendendo sobre milhas:

Quais as vantagens da venda de milhas? 

Os programas de fidelidade têm trabalhado bastante para melhorar a experiência dos seus clientes. A prova disso são as parceiras com empresas de diversos segmentos, desde aquelas ligadas ao turismo até lojas de consumo e varejo. Sendo assim, se o que essas plataformas oferecem é tão bom por que vender milhas? 

Grana extra

Milhas é dinheiro. E a venda deste produto só é possível porque ele é conversível para valores em real e até mesmo outras moedas. Por isso, se você não tem planos de viajar com os pontos acumulados, realizar esse tipo de transação pode garantir uma renda extra, além disso evita que o seu investimento nesse benefício seja perdido. 

Recuperar gastos em passagens aéreas

Nem sempre a companhia vinculada ao programa de fidelidade que participamos vai oferecer a passagem aérea mais barata. Nessas situações você acaba perdendo a oportunidade de utilizar as milhas acumuladas. Assim, para evitar que elas expirem e para cobrir os custos do bilhete a venda dos pontos pode ser uma boa alternativa. 

A venda é mais vantajosa que o resgate de passagens

Em algumas situações o valor da passagem aérea é mais barata em dinheiro do que em pontos. Nesses casos vender milhas que estão prestes a vencer podem pagar pelo seu bilhete, sobrar grana no seu bolso e ainda render novas milhas. Essa é uma estratégia para aumentar a validade dos benefícios para viagens futuras muito utilizada por acumuladores profissionais.

Cuidados que você deve ter na hora de vender milhas?

Sempre que uma operação envolve dinheiro e milhas o nosso cuidado deve ser redobrado. Assim, ao realizar a venda de pontos nas plataformas online existem algumas dicas que você deve conhecer para que a transação seja feita com segurança. Confira.

Leia avaliações sobre a empresa

Se você tem o hábito de comprar pela internet provavelmente pesquisa a opinião de outros usuários antes de adquirir um produto ou serviço de uma empresa nova. Essa prática se tornou comum e pode evitar que você caia em armadilhas na internet. Assim, antes de vender as suas milhas dê uma olhada na reputação da empresa e o que estão falando sobre ela. 

Colete o máximo de informações possíveis  

Uma empresa confiável deve divulgar algumas informações para o seu cliente. Assim, antes de fechar negócio confirme se a plataforma tem CNPJ, endereço fixo, número de telefone. Esses são dados básicos que uma organização séria deve ter. Desconfie se esses elementos não estiverem disponíveis. 

Tire todas as suas dúvidas 

Apesar do processo de venda ser basicamente o mesmo para maioria das empresas alguns detalhes podem mudar e a compreensão deste processo é muito importante para evitar futuros transtornos. Por isso, antes de realizar a operação leia todas as informações disponibilizadas pela plataforma e se necessário converse com a equipe de atendimento por chat ou e-mail. 

Considere mais de uma empresa

Checar as opções antes de vender milhas é muito importante. Dessa forma, você garante que pesquisou todas as opções disponíveis no mercado e está escolhendo a empresa que oferece mais segurança, e vai poder contar com ajuda especializada caso algo dê errado durante a negociação. 

Troque a senha após a venda

Apesar de toda a pesquisa para escolher a empresa mais segura para vender as milhas não podemos nos esquecer que essa operação será feita em ambiente virtual. Embora essas plataformas trabalharem para manter a nossa segura, estamos sujeitos a invasões de hackers. Por isso, depois da venda é recomendado que você troque a senha da sua conta no programa de fidelidade. 

Confira outros conteúdos sobre milhas: 

Existe um momento certo para vender milhas? 

Aqui no Império nós gostamos de dizer que toda transação envolvendo milhas deve ser feita na oportunidade e não na necessidade. Dessa forma, não seria diferente com a venda. Por isso, separamos aqui alguns dos melhores momentos para que você possa lucrar com esse tipo de operação. 

Sem planos para viajar

Há um bom tempo que as viagens aéreas deixaram de ser a única forma de acumular pontos. Felizmente, hoje você pode ganhar milhas até com um cafezinho. Entretanto, nem sempre é possível utilizá-las com a frequência que gostaríamos. Nesses casos, vendê-las pode ser uma boa forma de conseguir uma renda extra. 

Milhas prestes a expirar

Se tem uma coisa que nós detestamos é ver milhas expirando na conta do programa de fidelidade. Deixar que isso aconteça é o mesmo que ver todo o nosso esforço e dinheiro investido no ganho desses benefícios indo pro ralo. Então, se você tem pontos prestes a vencer a melhor coisa a fazer é vendê-los. Os sites de compra aceitam milhas com até 60 dias de validade. 

Falta de pontos para resgatar uma passagem

Nem sempre conseguimos acumular pontos com a velocidade que gostaríamos, não é mesmo? Mas, isso não quer dizer que tudo está perdido e que você não pode usar esses benefícios. Para quem não tem milhas suficientes para resgatar uma passagem, vendê-las pode ser a saída. Assim, você poderá viajar sem colocar a mão no bolso. 

Pronto para vender milhas? 

Neste post você aprendeu muitas coisas sobre vender milhas, o passo a passo, as principais maneiras de realizar esse tipo de operação, as vantagens, os cuidados e o momento certo. Mas, é claro que sempre existe aquele pulo do gato que pode fazer toda a diferença na sua estratégia para lucrar com pontos. 

Então, se você quer continuar aprendendo sobre vender milhas e como potencializar os seus ganhos convidamos você a participar do nosso workshop Do Zero Ao Milhão de Milhas do dia 28 de setembro a 5 de outubro de 2020. Serão quatro aulas 100% gratuitas e com um conteúdo totalmente inédito. 

Para participar basta acessar este link e fazer o seu cadastro. Nos vemos lá!