Nome sujo: é possível ter cartão de crédito?

Descubra se é possível ter um cartão de crédito com o nome sujo

No passado, comerciantes e banqueiros costumavam se reunir para contar uns aos outros sobre pessoas que não pagavam as suas contas. Essa prática acabava deixando alguns consumidores com o nome sujo na praça. Hoje, com a internet, essa informação é compartilhada de maneira diferente. Mas, está negativado continua sendo um grande problema. 

Além de informar aos comerciantes e instituições financeiras que você não paga as suas contas, estar com o nome sujo atrapalha o seu acesso ao crédito. Mas, será que é impossível ter um cartão, mesmo nessa condição? Para responder a essa pergunta, nós elaboramos este post com as principais alternativas para quem está negativado. 

Quer saber se é possível ter um cartão mesmo com o nome sujo? Então, venha com a gente! 

Como alguém fica com o nome sujo?

Na prática, todo mundo sabe que o nome fica sujo quando deixa de pagar um compromisso financeiro. Entretanto, existe um processo para que isso aconteça. Para começar, você deve entender que qualquer empresa que lhe forneceu um produto ou serviço pode incluir o seu nome no cadastro de inadimplentes. 

Todo mundo tem um prazo para pagar as dívidas antes de ser incluído no cadastro de inadimplentes
Todo mundo tem um prazo para pagar as dívidas antes de ser incluído no cadastro de inadimplentes

Contudo, a inscrição nos órgãos protetores de crédito não é automática. Segundo as regras, o credor já pode incluir o seu nome no cadastro de inadimplentes com apenas 1 dia de atraso no pagamento. Assim, quando a empresa toma essa atitude, os bureaus de crédito entram em contato com você para informar a situação e fornecer um prazo para quitar a dívida. 

Em geral, quando uma empresa solicita a inclusão do nome de alguém no cadastro de inadimplentes o devedor tem até 10 dias para quitar ou negociar o débito. Caso o cliente não pague a dívida, aí sim o nome passa a constar na lista de negativados do SPC Brasil, Serasa e outros órgãos protetores de crédito. 

Quais as consequências para quem está negativado?

Quando alguém está com o nome sujo, essa informação fica disponível para a consulta por qualquer empresa que tenha acesso ao banco de dados dos bureaus de crédito. Desde lojas até instituições financeiras. Assim, a principal consequência de estar negativado é a perda de confiança dessas empresas em você. 

Está com o nome sujo dificulta o acesso ao crédito
Está com o nome sujo dificulta o acesso ao crédito

Em outras palavras, quando uma loja, banco ou empresa que trabalha com crédito descobre que o cliente está com o nome sujo ela evita oferecer a ele certos serviços. Assim, quem está negativado tem dificuldades em conseguir financiamentos, empréstimos, abertura de conta corrente, entre outros. 

Em alguns casos, serviços são bloqueados, como por exemplo, a emissão de talões de cheque e o cheque especial. O processo também fica mais complicado para quem deseja adquirir um novo cartão de crédito. Por fim, bancários podem ser demitidos, caso estejam com o nome sujo.

Posso ter um cartão de crédito com nome sujo? 

Os cartões são ferramentas de inclusão, principalmente com o crescimento das compras online. Assim, apesar do nome sujo afetar o acesso ao crédito, é possível ter acesso a esse produto. Entretanto, é importante destacar que não será da forma tradicional. Contudo, algumas alternativas podem ajudar você nesse momento. Veja a seguir. 

Cartão consignado

Os cartões consignados são a primeira opção viável para quem está com o nome sujo, pois eles não realizam consulta ao SCP, Serasa e outros órgãos. Entretanto, esse é um produto que está disponível apenas para um grupo restrito de pessoas. Em geral, para aposentados, pensionistas do INSS, servidores públicos e militares. 

Cartões consignados são ideais para funcionários públicos, aposentados e pensionistas do INSS
Cartões consignados são ideais para funcionários públicos, aposentados e pensionistas do INSS

Assim, o cartão consignado funciona da seguinte maneira: ele oferece um limite de crédito com base no rendimento do indivíduo. Além disso, a instituição desconta a fatura integralmente da conta bancária ou holerite do contratante. É por isso que, geralmente, as pessoas que podem solicitar esse produto são aquelas cuja renda é garantida pelo governo. 

Cartão pré-pago 

Outra opção interessante são os cartões pré-pago. Inclusive, para quem está com o nome sujo esse produto pode ser uma boa ferramenta de educação financeira. Isso mesmo! Como sabemos, muitas pessoas contraem dívidas por não saber usar o plástico. Tratam o limite de crédito como uma segunda fonte de renda. 

Assim, o cartão pré-pago pode ajudar a acabar com esse “mal costume”. Esse produto funciona como um cartão de crédito, ou seja, você pode fazer compras online, assinaturas de streaming, entre outros. Contudo, o limite dele será equivalente à recarga feita. Por exemplo, se durante o mês o usuário colocar R$ 500,00 de crédito, poderá fazer compras até esse valor. 

Cartão pré-pago
Cartão pré-pago

Para novas compras, será necessário colocar mais crédito. Assim, você não corre o risco de ficar endividado. Além disso, os cartões pré-pagos não realizam consulta ao SPC, Serasa, entre outros e, na maioria das vezes, não cobram anuidade. Por fim, você pode usar alguns desses cartões para compras no exterior. 

Cartão adicional

Por fim, o cartão adicional é uma alternativa para quem está com o nome sujo deseja ter acesso a esse produto. Como sabemos, esse plástico tem as mesmas funções do titular, inclusive os benefícios. A grande diferença é que no caso do adicional, o limite é estipulado pelo dono do cartão.  

O cartão adicional é uma boa saída para quem está com o nome sujo
O cartão adicional é uma boa saída para quem está com o nome sujo

Além disso, se o usuário do adicional não pagar a fatura, o titular deverá arcar com os gastos. Assim, embora ter acesso a esse produto possa ser interessante para quem está com o nome sujo, o grande desafio é encontrar alguém disposto a correr esse risco. Isto é, oferecer esse tipo de plástico para quem está negativado. 

5 cartões para quem está com o nome sujo

Agora você já sabe que é possível ter um cartão de crédito, mesmo com o nome sujo, e quais produtos são adequados à sua situação. Mas, nós aqui do Império gostamos de fazer o serviço completo. Por isso, selecionamos 5 opções de cartão para quem está negativado. Confira! 

1. Superdigital Santander 

Até pouco tempo atrás, conseguir um cartão de crédito com nome sujo em um banco tradicional era impossível. As opções oferecidas por essas instituições exigiam um processo mais rígido. Mas, com a tecnologia, muitos bancos passaram a oferecer produtos digitais de maneira gratuita. Assim, o Santander tem o Superdigital.

Trata-se de uma conta digital com vários serviços oferecidos pelo Santander de maneira gratuita. Entre eles, o cartão pré-pago é um dos que mais chama a nossa atenção. O plástico não exige consulta aos órgãos protetores de crédito. Além disso, não cobra anuidade, tem bandeira Mastercard e é internacional. 

Para solicitar esse cartão basta fazer o download do aplicativo Superdigital e abrir a sua conta grátis. Assim, você receberá um cartão físico e mais 10 virtuais para usar em lojas online. Por fim, todo o gerenciamento pode ser feito pelo app, desde recargas até o controle dos seus gastos. 

2. Cartão Consignado Banco Pan 

Para quem é servidor público, aposentado ou pensionista do INSS e está com o nome sujo, o cartão consignado do Banco Pan é uma boa opção. Para emitir esse produto, a instituição não realiza consulta ao SPC, Serasa e bureaus de crédito. Assim, o plástico tem bandeira Visa e não cobra anuidade. 

Segundo o Banco Pan, é possível conseguir um limite equivalente a 2 vezes o valor do salário do usuário. Além disso, as taxas de juros são menores do que as de um cartão tradicional. Assim, para solicitar esse plástico é preciso simular uma proposta no site da instituição. Caso você aceite a oferta, deverá informar seus dados para receber o cartão. 

Com o cartão em mãos você terá um limite para realizar compras na função débito. Dessa forma, no final do mês, o banco vai descontar da sua conta parte do valor da fatura. O restante deverá ser pago por você em uma casa lotérica ou agência bancária. É importante ressaltar que o não pagamento gera multas e juros. 

3. Pré-pago Proteste Mastercard

A Proteste é uma empresa sem fins lucrativos que trabalha para defender os consumidores brasileiros. Assim, a organização contribui com o aprimoramento de leis e para que os produtos e serviços oferecidos cumpram o Código de Defesa do Consumidor. Além disso, a empresa lançou um cartão de crédito pré-pago. 

O Proteste Card é gratuito, sem anuidade, conta com bandeira Mastercard e pode ser utilizado em compras internacionais. Outra vantagem deste produto é que não é necessário ter conta corrente em nenhum banco. Basta baixar o aplicativo da organização para poder recarregar e gerenciar o plástico. Assim, além de realizar compras os usuários deste produto ainda recebem cashback. 

O cartão Proteste oferece dinheiro de volta em mais de 15 mil estabelecimentos. Dessa forma, ao acumular R$ 30,00 de cashback os usuários podem resgatar esse valor. Ou seja, é um produto muito interessante para quem está com o nome sujo, pois além das vantagens, não realiza consulta aos órgãos protetores de crédito.  

4. Bradesco Consignado Elo Internacional

Para quem não abre mão de estar vinculado a um banco tradicional, o Bradesco oferece uma opção de cartão consignado. O produto é destinado a aposentados e pensionistas do INSS e servidores públicos contratados pelo regime CLT.  Esse cartão tem bandeira Elo e pode ser utilizado em compras internacionais. 

Embora não realize consulta ao SPC, Serasa e outras instituições, o cartão consignado do Bradesco exige comprovação de renda de um salário mínimo. Além disso, conta com uma anuidade de R$ 45,00 ou 12x de R$ 3,75, sendo o primeiro ano isento. Assim, o valor da fatura é descontado direto na folha de pagamento do usuário. Por fim, é possível solicitar adicionais

5. Cartão Mercado Pago

Nos últimos anos o Mercado Pago passou a oferecer uma série de serviços financeiros. Entre eles está o cartão pré-pago. O plástico tem bandeira Visa e pode ser utilizado em compras online e também em lojas físicas. Por ser internacional, os usuários também conseguem realizar compras no exterior. 

Contudo, por se tratar de um cartão pré-pago é necessário ter saldo disponível na sua conta do Mercado Pago. Para ter esse plástico é muito simples, basta baixar o aplicativo e fazer a sua conta gratuitamente. De imediato é disponibilizado a versão virtual, mas você pode pedir também a versão física sem anuidade e sem nenhum custo de emissão. 

O que fazer para limpar o seu nome?

Estar com o nome sujo não significa que você não pode ter um cartão de crédito. Vimos neste post que existem algumas opções para quem está negativado. Contudo, não poderíamos terminar este post sem dizer que esta situação deve ser passageira na sua vida. Como falamos anteriormente, os cartões são uma ferramenta de inclusão. 

Feirão Limpa Nome
Feirão Limpa Nome

Mas, não é porque você conseguiu um com o nome sujo, que você não precisa limpar o seu nome. Estar em dia com os seus credores pode abrir portas. Lembre-se que os cartões que apresentamos aqui, não oferecem milhas ou benefícios como salas vip, seguro de viagens, entre outros. 

Assim, se você deseja ter um cartão com esses benefícios, regularize a sua situação financeira o mais rápido possível. Tente quitar ou renegociar as suas dívidas. Uma boa dica é aproveitar os feirões Limpa Nome da Serasa para pagar os seus débitos com um belo desconto. Além disso, comece a pagar as suas contas em dia e evite o parcelamento de faturas. Por fim, não deixe de ficar de olho no seu score de crédito. 

Quer entender melhor como funciona o score de crédito e como ele pode te ajudar a ter cartões melhores? Então dá uma olhada nesses conteúdos que nós separamos para você: