Turismo de visto: descubra o que é, como funciona e se vale a pena

Turismo de visto
Entenda o que é turismo de visto

Com a reabertura da fronteira dos Estados Unidos na última semana, a corrida para emissão do visto para o país se intensificou. Aqui no Brasil, as próximas datas para uma entrevista no Consulado Americano são no segundo semestre de 2022. Assim, o turismo de visto, tem surgido como uma opção para aqueles que estão com viagem marcada. 

Mas, você sabe o que é turismo de visto? Bem, para explicar melhor este termo nós elaboramos este post. Vamos contar tudo sobre ele, como funciona e em quais casos é possível fazê-lo. Além disso, vamos avaliar se realmente essa é uma boa estratégia. 

Continue a leitura e descubra mais sobre o turismo de visto!

Afinal, o que é turismo de visto?

Basicamente, o turismo de visto é semelhante ao turismo de vacina. Só que nesses casos o objetivo é conseguir o documento que permite a entrada em países onde os brasileiros precisam de autorização. Se você está tentando tirar o visto americano, por exemplo, já deve ter percebido que não está nada fácil agendar uma entrevista por aqui. 

Basicamente o turismo de visto consiste em conseguir esse documento em outro país
Basicamente o turismo de visto consiste em conseguir esse documento em outro país

Pois bem, diante disso, algumas pessoas estão preferindo viajar para fazer todo o processo em outros países. A ideia é conseguir uma data mais próxima. Aqui no Brasil o tempo de espera para conseguir uma entrevista no consulado chega a ultrapassar 365 dias. Um grande incentivo para quem pretende viajar em breve. 

Quais vistos posso tirar em outro país?

Uma grande dúvida a respeito do turismo de visto é com relação a quais vistos podemos tirar em um outro país. Bem, na prática as pessoas geralmente cogitam essa hipótese quando querem viajar para os Estados Unidos. Afinal, o processo para emitir o documento americano é mais burocrático se comparamos com o de outras nações. 

Por outro lado, alguns países impõem certas condições para que você solicite o visto em outra nação. No caso do visto japonês, por exemplo, só é possível fazer esse tipo de pedido se o solicitante estiver vivendo em outro lugar e apresentar um visto de estudo ou trabalho. 

Algumas nações permitem que estrangeiros solicitem o visto fora do país natal

Assim, o visto egípcio e americano são os únicos que podem ser emitidos por brasileiros fora do Brasil. Contudo, no primeiro caso a emissão pode ser feita quando o passageiro desembarca no Egito. Já para o documento dos Estados Unidos existe uma “brecha” que facilita a vida de quem vive no exterior ou que não conseguem agendar uma entrevista no país de origem. 

Em alguns estados do Sul do país, antes de existir o consulado de Porto Alegre, era comum ir até o Paraguai para emitir o visto. Afinal, a distância e custo de fazer o processo no país vizinho era bem menor do que ter que ir para o Rio de Janeiro ou São Paulo. Além disso, alguns relatam que a aprovação por lá era mais tranquila. 

Como tirar o visto em outro país? 

Agora que você já sabe que existe a possibilidade de fazer o turismo de visto, deve estar se perguntando qual o processo para isso. Bem, a primeira coisa a ser feita é escolher o país onde vai realizar todo o processo. O Governo Americano tem um site que mostra o tempo de espera para emitir o documento. Aqui no Brasil, em Porto Alegre, por exemplo, o consulado só está emitindo vistos de emergência.

Escolhendo um país para emitir o visto

Se você pensou em solicitar o visto americano em países próximos como Argentina, Paraguai ou Uruguai, saiba que por lá as filas estão tão grandes quanto aqui. Ou seja, será necessário ir mais longe para conseguir esse documento. Em Bangkok a espera é de 80 dias e em Curaçao é de 28 dias. 

Além disso, é preciso cumprir requisitos importantes. Por exemplo, em Curaçao é possível conseguir o documento, se você tem um visto ainda válido ou que expirou há menos de um ano. Contudo, é importante salientar que alguns países não permitem que estrangeiros realizem o processo de emissão do visto sob hipótese alguma.

Muitos brasileiros estão optando por fazer turismo de visto nas Bahamas. O tempo de espera no país é de aproximadamente 58 dias. Além disso, a nação caribenha está recebendo visitantes do Brasil e aceita que estrangeiros realizem o processo lá até mesmo para o primeiro visto. 

Solicitação do visto 

Após selecionar um país que aceite emitir o visto americano para estrangeiro o próximo passo é seguir o processo tradicional. Ou seja, preencha o formulário DS-160 e pague a taxa. A grande diferença será que, ao invés de escolher uma cidade do Brasil você vai optar por um destino internacional. 

Para começar você precisa escolher onde vai fazer a entrevista
Para começar você precisa escolher onde vai fazer a entrevista

Como a taxa é cobrada em dólar, não é necessário se preocupar com a moeda do local onde você vai realizar a entrevista. Depois disso, basta agendar o dia e a hora de comparecer ao consulado e ao CASV. Vale lembrar que é preciso levar os documentos exigidos pelo governo americano. Isto é, comprovações de que você tem vínculos com o seu país de origem.  

Planejar a viagem

Por fim, você terá que planejar a viagem. Ou seja, comprar passagem aérea, reservar hotel e providenciar a documentação para entrar no país em que vai realizar a entrevista. É importante ter em mente que, em alguns locais, o consulado não entrega o visto no mesmo dia. Sendo assim, verifique se a embaixada entrega o documento fora do país. Caso contrário, será necessário aguardar até a liberação. 

Planeje a viagem e reúna todos os documentos necessários
Planeje a viagem e reúna todos os documentos necessários

Vale a pena fazer o turismo de visto?

Tirar o visto em outro país tem despontado como uma possibilidade para muitas pessoas. Mas, será que realmente vale a pena? Bem, aqui precisamos considerar alguns fatores. Para começar, solicitar esse documento em outra nação não garante que você vai consegui-lo. Ou seja, as chances de ter um visto negado são iguais ou maiores do que no Brasil. 

Afinal, a embaixada pode questionar os seus motivos de ter ido a outro país para solicitar o visto. Assim, qualquer desconfiança com relação às suas intenções pode resultar em uma negativa. Além disso, existem os custos ligados a essa operação. O visto em si já tem um custo, mas nesses casos você terá que arcar com passagens, hospedagem, alimentação e transporte.

Os prós e contras do turismo de visto

Dessa forma, a melhor maneira de descobrir se vale a pena ou não ir para outro país para tirar o visto é avaliando a sua situação. Se você tem uma viagem marcada e não conseguiu entrevista no Brasil faça as contas: é mais vantagem adiar a trip ou fazer o turismo de visto? Por outro lado, quem está numa situação emergencial, saiba que os consulados tratam esses casos de outra maneira. 

Isto é, pessoas que precisam ir para os Estados Unidos por alguma emergência conseguem resolver questões ligadas ao visto com maior celeridade. Por fim, se você precisa apenas renovar o visto e ele venceu há menos de 11 meses, saiba que é possível renová-lo sem a necessidade de entrevistas.

Considerações

O turismo de visto é uma alternativa para aqueles que desejam aproveitar a reabertura dos Estados Unidos para visitar o país. Contudo, essa operação tem prós e contras que devem ser avaliados de acordo com a situação de cada viajante. Se você curtiu este post e quer saber mais sobre a liberação da entrada de brasileiros nos EUA, confira estes posts que nós separamos.