Jalapão: o que fazer e como planejar sua visita a esse paraíso

Conheça o Jalapão

O Brasil é cheio de lugares incríveis e ainda pouco explorados pelos próprios brasileiros. Um bom exemplo é o Jalapão. Esse destino, no estado do Tocantins, é cheio de belezas naturais, perfeito para os amantes do ecoturismo e para quem deseja se desconectar do ritmo frenético das grandes cidades.

Por isso, elaboramos neste post um guia completo para quem deseja conhecer esse paraíso. Vamos contar qual a melhor época do ano para visitar o Jalapão, quanto tempo ficar, como se deslocar nessa região e claro, os passeios que você não pode deixar de fazer. 

Venha com a gente e conheça o Jalapão!

Onde fica o Jalapão? 

O parque estadual do Jalapão fica localizado na região leste do Tocantins. Com mais de 34 mil quilômetros quadrados, a área de conservação fica entre os municípios de São Félix do Tocantins e Mateiros. Por lá, o bioma predominante é o cerrado. Por isso, a paisagem é cheia de dunas de tom dourado, chapões e veredas. 

O Jalapão fica no estado do Tocantins
O Jalapão fica no estado do Tocantins

Apesar do Sol forte e calor constante, engana-se quem pensa que o Jalapão é um lugar desagradável. Pois, em meio a paisagem seca é possível encontrar verdadeiros oásis. Assim, a região é pontuada por incríveis quedas d’água, rios refrescantes, além dos famosos fervedouros. Nestes últimos é possível flutuar fazendo o mínimo de esforço.

Quando ir? 

Quando estamos planejando uma viagem cuja atração principal é a natureza, o clima é o fator mais importante da escolha do período da viagem. Com o Jalapão não é diferente. Assim, do ponto de vista da temperatura, a região é quente o ano inteiro. Entretanto, é preciso ter atenção às épocas de chuva e seca. 

De maio a setembro é o período de seca no Jalapão. Por isso, nesses meses o pôr do sol é mais bonito e os passeios de cachoeira, fervedouro e rios são essenciais para espantar o calor. Contudo, o índice pluviométrico é bem baixo, ou seja, o ar seco pode ser bastante incômodo. Principalmente para moradores de regiões mais úmidas. 

Já de outubro a abril é o período das chuvas. Nessa época os visitantes encontram uma umidade maior no ar, o que facilita a respiração. Embora o índice pluviométrico seja alto durante esses meses, o calor ainda domina. O grande problema é que as chuvas podem atrapalhar a visita aos fervedouros e dificultar passeios que envolvem trilhas. 

Setembro é uma das melhores épocas para visitar essa região
Setembro é uma das melhores épocas para visitar essa região

Assim, levando em consideração a questão do clima, um dos melhores meses para visitar o Jalapão é em maio. No início do período de seca a precipitação diminui, mas, ao mesmo tempo, o ar ainda é úmido. Além disso, a vegetação ainda está verde e cria um lindo contraste na paisagem. 

Por fim, do ponto de vista econômico, o Jalapão ainda está desenvolvendo a sua infraestrutura turística. Por isso, o número de pousadas é pequeno e em épocas de feriados prolongados e férias escolares pode ser difícil encontrar acomodação. Além disso, alguns pontos como os fervedouros tem limite de visitantes. Assim, escolher essas datas pode comprometer a sua viagem. 

Quantos dias ficar no Jalapão

Uma grande vantagem do Jalapão é que esse é um destino ideal para viagens rápidas e que exigem pouco planejamento. Assim, se você deseja conhecer os principais pontos turísticos do parque, dois dias inteiros já é um bom começo. Mas já adiantamos que é preciso muita disposição. 

Por outro lado, se você pretende ir para o Jalapão para se desconectar e realmente curtir a natureza o ideal são cinco dias a uma semana. Com mais tempo será possível visitar mais cachoeiras e fervedouros. Além disso, dá para planejar uma trilha na Serra do Espírito Santo. De lá de cima o nascer do Sol é incrível. 

Como chegar 

A maneira mais fácil de chegar ao Jalapão é desembarcando no Aeroporto de Palmas (PMW). A capital fica a 300 km do parque. Assim, será necessário colocar o pé na estrada para chegar ao paraíso. As cidades de Mateiros e São Félix do Tocantins são os pontos de apoio. 

A melhor maneira de se locomover pelo Jalapão é com carros 4x4
A melhor maneira de se locomover pelo Jalapão é com carros 4×4

Para chegar a essas cidades é preciso enfrentar o trajeto em pista de terra. Assim, recomendamos o uso de carros 4×4. Geralmente, os visitantes contratam o serviço de transfer para esse deslocamento. Da mesma forma, se você não tem experiência em terrenos arenosos, é interessante entrar em contato com agências de turismo para se locomover no Jalapão. 

O que fazer no Jalapão?

O Jalapão é um destino para quem busca entrar em contato com a natureza e se desconectar da vida urbana. Assim, prepara-se para dias de atividade intensa e noites mais tranquilas, contemplando a beleza de um céu cheio de estrelas. Confira as principais atrações deste paraíso. 

Visitar os fervedouros

Provavelmente você já viu nas redes sociais fotos de pessoas tomando banho em pequenos lagos de cor azul incrível, cercado por uma mata. Esse fenômeno chama-se fervedouro. Trata-se de nascentes que brotam dos lençóis freáticos. Por esse motivo, é possível flutuar com facilidade nessas piscinas. 

Fervedouro do Buriti
Fervedouro do Buriti

Apesar de parecer raso, os fervedouros podem facilmente chegar a 30 metros de profundidade. O Jalapão é repleto dessas piscinas que, nos últimos anos, se tornaram cartão postal do parque. Assim, durante a sua viagem vale a pena conhecer o Fervedouro Bela Vista, o Fervedouro do Ceiça e o Fervedouro dos Buriti. 

Renove as energias no banho de cachoeira

Além dos fervedouros, o Jalapão é cheio de cachoeiras. Por isso, o lugar ganhou o apelido de Deserto das Águas. A Cachoeira do Formiga é a mais linda da região. Com uma água de cor verde intensa, a queda d’água ainda conta com um poço delicioso para tomar banho. 

Cachoeira do Formiga
Cachoeira do Formiga

Já a Cachoeira da Velha é a maior do parque e está diretamente ligada ao Rio Novo. Além dessas, se você tiver mais tempo vale muito a pena visitar a Cachoeira das Araras na saída de São Félix do Tocantins. Bem como, as Cachoeiras do Rio Soninho, próximas a cidade de Ponte Alta. 

Passeios de rafting e caiaque no Rio Novo

Além de formar a maior cachoeira do Jalapão, o Rio Novo é ideal para a prática de esportes aquáticos. Por lá os turistas podem aproveitar para fazer passeios de caiaque e os mais aventureiros podem explorar as corredeiras em um rafting. Por outro lado, quem curte mais tranquilidade vai adorar passar o dia na praia de areia branca à beira de um dos maiores rios de água potável do mundo. 

Cachoeira da Velha - Jalapão
Cachoeira da Velha – Jalapão

Veja o Jalapão do alto 

Um dos marcos da chegada ao Jalapão é a Serra do Espírito Santo. O longo platô de arenito também é considerado o principal responsável pela criação das dunas que formam o “Deserto do Jalapão”. Contudo, se olhas para esse paredão já é incrível, imagine poder ver todo o parque de cima dele? 

Assim, um dos passeios imperdíveis de quem visita o Jalapão é a trilha até o alto da Serra do Espírito Santo. Para chegar lá não é muito fácil. A subida tem a mesma altura de um prédio de aproximadamente 83 andares e leva em média cinquenta minutos para chegar ao mirante principal. Mas, todo esse esforço é recompensado por amanhecer incrível. 

Serra do Espírito Santo
Serra do Espírito Santo

Isso mesmo! A trilha até o alto da Serra do Espírito Santo é feita ainda de madrugada. Geralmente as agências de turismo chegam às pousadas por volta das 4h da manhã. Esse é o melhor horário para começar a caminhada para evitar o calor. Além disso, parte do espetáculo é ver o nascer do Sol lá de cima, 

Aproveite o pôr do sol na Pedra Furada e nas Dunas

Se o amanhecer é lindo no Jalapão, o pôr do Sol não poderia ser diferente. Contudo, as paisagens para despedida do astro rei são outras. A Pedra Furada é uma formação rochosa no meio do cerrado. Por conta da ação do vento ela acabou ganhando um buraco que lhe rendeu o nome a essa rocha. 

É claro que não é só isso que a Pedra Furada oferece. No fim da tarde, os raios do sol atravessam a rocha e deixam o cenário ainda mais bonito. Nem precisa falar que as fotos ficam incríveis. Outro ponto com um pôr do sol imperdível são as dunas. Num dos lugares mais populares do Jalapão é impressionante ver o tom laranja das dunas ficar ainda mais intenso ao entardecer. 

O Pôr do Sol nas dunas do Jalapão é um espetáculo da natureza
O Pôr do Sol nas dunas do Jalapão é um espetáculo da natureza

O Jalapão é um lugar incrível e de contato intenso com a natureza. A expectativa é de que nos próximos anos mais brasileiros e turistas de fora do país queiram conhecer esse paraíso. Temos certeza que depois deste post você também está curioso para conhecer as belezas do cerrado. 

Curtiu este post? Então confira outros conteúdos sobre viagens que nós selecionamos para você: