Funcionários de companhias aéreas são demitidos após venda de benefícios viagem

companhias aé

Clima tenso nas empresas aéreas, pois foi descoberto um grande esquema de venda de passagens aéreas de benefícios por parte dos funcionários de companhias como Gol, Azul e Latam. A falcatrua movimentou até mais de R$1 milhão para os responsáveis e gerou demissões de dezenas de pessoas envolvidas. Saiba mais detalhes no Império das Milhas!

Companhias aéreas demitem funcionários que vendiam passagens de benefícios

As companhias aéreas Gol e Azul demitiram diversos funcionários após descoberta de esquema que movimentou até mais de R$1 milhão de reais com a venda de passagens aéreas de benefícios. Para quem não sabe, os funcionários das companhias aéreas recebem um benefício de viagem a um custo pequeno na plataforma “MyIDTravel” criada pela Lufthansa e utilizada pelas grandes companhias.

O que aconteceu foi que alguns dos funcionários estavam vendendo o seu benefício viagem e recebendo até R$17.000 por um ano de uso do comprador. Esse caso aconteceu no Aeroporto Internacional de Confins, onde 30 funcionários da Gol foram demitidos por justa causa. De acordo com o site “AeroIn”, os vendedores cadastravam um desconhecido como beneficiário e este poderia desfrutar dos voos com descontos na Gol e outras empresas aéreas.

A descoberta do esquema teve início em janeiro, após um passageiro que estava voando com o benefício decidir fumar um cigarro eletrônico dentro de um voo da Latam na Ponte Aérea. Isso gerou um atraso de 35 minutos, pois o avião teve que voltar para o portão e o passageiro foi desembarcado.

No regulamento do benefício, diz que, caso o funcionário ou dependentes não sigam as regras vigentes para o voo, incluindo a de segurança, este perderá seu benefício ou até pode ser demitido por justa causa. Após o episódio no avião da Latam, a empresa começou a fazer um “pente fino” e assim descobriu a fraude. 

companhias aéreas demitem funcionários que faziam parte do esquema de venda do benefício viagem
Esquema de venda de benefícios Viagem

De acordo com informações da AeroIn, existe um áudio em que um dos responsáveis por intermediar a venda de benefício na Passaredo falou a um grupo de WhatsApp que “por causa de um miserável que fumou um vape dentro do avião acabou o esquema, perdi mais de R$1 milhão de reais, aí vem vocês falarem que estou roubando os outros”.

A pessoa em questão, teria organizado várias vendas com valores entre R$15.000 e R$28.000. Os passageiros eram avisados sobre os termos que incluíam a perda do benefício em caso de demissão do funcionário ou alguma suspensão.

companhias aéreas demitem funcionários que faziam parte do esquema de venda do benefício viagem
Esquema de venda de benefícios Viagem

As empresas Azul, Gol e Voepass suspenderam o benefício e demitiram vários funcionários após o “pente fino”. Aqueles que compraram o benefício, perderam acesso ao MyIdTravel e não podem mais emitir passagens. Após o episódio, as companhias aéreas vêm adotando sérias medidas, que incluem uma limitação do uso do benefício, não contratação de pessoas envolvidas com o caso e até exclusão de programas de fidelidade como forma de evitar possíveis esquemas de vendas.

O que você achou da posição das empresas diante do caso? Compartilhe conosco nos comentários.

Conheça os 10 melhores cartões de crédito

Quem nos acompanha sabe que o cartão de crédito é o principal aliado na hora de acumular milhas. E parte do nosso propósito no Império das Milhas é auxiliar você a usar esse plástico da melhor forma possível para poder vivenciar experiências incríveis. 

Sendo assim, nossa equipe analisou e elencou os 10 melhores cartões de crédito para acumular milhas. Portanto, clique aqui e baixe o e-book exclusivo do Império.

Will Bank ainda é confiável em 2024? As melhores ilhas da Bahia para conhecer em 2024 Lagoa da Pampulha: Conheça o cartão postal de BH TOP 7 melhores bares do mundo