Certificado de vacinação contra COVID: o que é e como emitir

Entenda como funciona o Certificado de Vacinação contra Covid

Quem tenta viajar o mundo durante a pandemia, sabe que o processo ficou um pouco mais burocrático. Agora, além dos documentos tradicionalmente obrigatórios, muitos países exigem a apresentação de teste negativo para coronavírus e até quarentena. Nesse sentido, a criação de um certificado de vacinação contra COVID ganha força. 

A ideia seria desenvolver um documento, semelhante ao Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia, para facilitar a checagem de viajantes nos aeroportos. Inclusive, alguns projetos já estão em andamento. Por isso, neste post fizemos um resumo do que tem sido feito e o que esperar para viagens internacionais após a pandemia. 

Quer entender melhor sobre o certificado de vacinação contra COVID? Então, venha com a gente! 

Viagens pós pandemia

Ainda vivemos um momento de bastante incerteza, principalmente no que diz respeito às viagens internacionais. Embora muitos países já tenham aberto as suas fronteiras, o nível de exigência para permitir a entrada de turistas aumentou. A apresentação de teste negativo para Covid-19 e o cumprimento de quarentena obrigatória são as imposições mais frequentes. 

Os passes de saúde são uma das medidas que provavelmente vão fazer parte da vida dos viajantes, mesmo depois da pandemia
Os passes de saúde são uma das medidas que provavelmente vão fazer parte da vida dos viajantes, mesmo depois da pandemia

Além disso, não é raro recebermos notícias de países que, sem aviso prévio, decidem voltar a fechar as fronteiras. Contudo, com o início da vacinação no mundo, muitos começam pensar no pós pandemia. Quando o mundo passa por experiências como essas, é natural e saudável que novos comportamentos sejam incorporados à nossa realidade. 

Por isso, assim como hoje já é obrigatório comprovar que o viajante está protegido contra doenças como a febre amarela, acredita-se que o mesmo vai acontecer com o coronavírus. Inclusive, em países como Islândia, Estônia, Grécia, Geórgia, Islândia, Romênia, Polônia e Ilhas Seychelles turista deve comprovar a vacinação contra o novo vírus. 

O que é o certificado de vacinação contra COVID? 

O certificado de vacinação contra COVID ou passes de saúde são documentos desenvolvidos por companhias aéreas, empresas de tecnologia e entidades não governamentais. A intenção é tentar padronizar as informações com relação a imunização dos viajantes. O objetivo principal é evitar que as pessoas tenham que apresentar resultados de testes PCR. 

Assim, com o certificado de vacinação contra COVID os viajantes poderão apresentar a comprovação de que já estão imunizados contra o vírus. Contudo, ainda há desafios para implementação deste documento. Embora alguns países já exijam esse tipo de comprovação, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), não é seguro usar a vacina como parâmetro. 

Os certificados de vacinação contra Covid-19 são uma ferramenta para facilitar a entrada e saída de viajantes nos países
Os certificados de vacinação contra Covid-19 são uma ferramenta para facilitar a entrada e saída de viajantes nos países

Acontece que as vacinas são muito recentes. Por isso, não sabemos exatamente qual será o resultado da imunização. Inclusive, pesquisas ainda estão em andamento para determinar se todas as vacinas contam o mesmo nível de proteção. Outra resposta que a pesquisa procura é se a pessoa que já tomou as doses realmente não oferece risco de contaminar terceiros. 

Outro desafio será o de criar um certificado de vacinação contra COVID unificado e que seja aceito por países, companhias aéreas e empresas. Sem esse entendimento entre as partes interessadas corremos o risco de ter passes aceitos em um país e em outro não. Ou seja, não resolveria o problema. 

Quais são os certificados de vacinação contra COVID disponíveis no momento?

Apesar de ainda não existir um certificado de vacinação contra COVID que possa ser considerado oficial ou de aceitação mundial, algumas iniciativas já ganham destaque. Assim, há projetos que estão sendo desenvolvidos para uso local enquanto outros visam alcance mundial. Confira!

ConecteSUS

Aqui no Brasil também já é possível observar algumas iniciativas para padronizar a informação da vacinação contra a Covid-19. O ConecteSUS é um aplicativo por meio do qual os indivíduos podem manter um histórico atualizado sobre sua saúde. Desde exames, atendimentos e consultas, medicamentos até vacinas, tudo fica registrado na plataforma. 

ConecteSUS
ConecteSUS

Assim, o Ministério do Turismo desenvolveu uma parceria com o Ministério da Saúde para utilizar o ConecteSUS. Agora por meio do aplicativo é possível emitir um certificado digital de vacinação contra a Covid-19. Nesse documento consta a marca da vacina que o indivíduo recebeu, o lote de fabricação e data da aplicação. Além disso, a plataforma gera o certificado em três idiomas: português, inglês e espanhol. 

Contudo, a opção de traduzir só fica disponível após a aplicação da segunda dose para quem tomou as vacinas da Coronavac, Pfizer e Astrazeneca. Assim, de acordo com o ConecteSUS, as informações para gerar o certificado tem um prazo de até 7 dias para serem adicionadas ao aplicativo. O cadastro é de responsabilidade do posto.

IATA Travel Pass

A Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) representa 295 companhias aéreas e é responsável por mais de 80% do tráfego aéreo do mundo. Assim, a instituição decidiu criar um passe de saúde. O aplicativo ainda está em fase de desenvolvimento, contudo, 45 cias já estão testando esse serviço em suas operações. 

IATA Travel Pass

Entre as companhias que já adotaram o IATA Travel Pass estão a Qatar Airways, Emirates, Etihad, Swiss e Latam. Dessa forma, o aplicativo cria um passaporte digital com informações sobre testes PCR realizados e vacinação do viajante. Na ferramenta também é possível incluir informações sobre o seu voo. Consequentemente, é possível consultar as restrições e requisitos para entrada no destino. 

Common Pass

O Common Pass foi desenvolvido pela The Common Project Foundation. Uma organização não governamental, em parceria com o World Economic Forum. Assim, o objetivo dessa plataforma é fornecer dados com relação a vacinação e resultados de testes de laboratório. Isso, sem divulgar outras informações pessoais dos usuários. 

Assim a ferramenta acessa essas informações por meio de dados já existentes em sistemas nacionais, locais ou registros pessoais. O aplicativo analisa os seus dados e verifica se você atende as exigências do país. No momento, a empresa só tem acesso a um número limitado dessas fontes, mas está trabalhando para aumentar o alcance.

Em 2020 a plataforma foi testada na Ásia em voos entre Hong Kong e Singapura. Bem como, numa viagem entre Londres e Nova Iorque. Atualmente, o Common Pass é utilizado em voos entre Aruba, Havaí para os Estados Unidos e dos EUA para a Alemanha. 

Certificado Verde Digital

A União Europeia também está desenvolvendo um certificado de vacinação contra COVID. Dessa forma, o Certificado Verde Digital permitirá que os viajantes circulem pelos países membros do bloco, livremente. Assim, a plataforma abrange três informações com relação à saúde do usuário: vacinação, testes de PCR e confirmação de recuperação.

Certificado Verde Digital
Certificado Verde Digital

O Certificado Verde Digital conta com a versão para smartphone e também impressa. No site na plataforma há uma discussão sobre a possível validade deste documento. Por enquanto, a União Europeia informa que, à medida que surgirem novas provas científicas, o período de uso pode ser alterado.  

VeriFLY

As companhias American Airlines, Iberia, British Airways, Aer Lingus e Japan Airlines adotaram o VeriFLY como passe de saúde. O aplicativo facilita a reunião pré requisitos com relação ao COVID em viagens internacionais. A plataforma, que começou a operar em 18 de novembro de 2020, funciona da seguinte maneira: primeiro é necessário fazer o download. 

VeriFLY
VeriFLY

Em seguida, crie uma conta no VeriFLY e em seguida a ferramenta vai indicar os documentos necessários para a sua viagem. Entre eles, dados do voo, teste PCR negativo para Covid-19, ou vacina aceita no país de destino e o que mais for exigido pelo país. Assim, quando o usuário insere todas essas informações o aplicativo verifica se os documentos serão aceitos ou não. 

AOKpass

Por fim, o AOKpass é a ferramenta escolhida pela Air France durante o período de teste. Uma das grandes diferenças deste aplicativo é que as informações relacionadas a sua saúde ficam salvas no seu smartphone e não na ferramenta. Ou seja, os usuários ficam mais seguros com relação ao vazamento de dados. 

Assim, para utilizar a ferramenta, primeiro o usuário deve passar por uma consulta médica e fazer o teste ou se vacinar contra a Covid-19. Em seguida, os resultados precisam ser adicionados ao aplicativo para gerar um passe com esses dados. Uma equipe médica verifica tais informações e se aprovado, gera um QR Code.

AOKpass

O certificado de vacinação contra COVID é uma ferramenta que certamente vai facilitar a vida dos viajantes. Contudo, ainda não existe um documento que seja definitivo para usarmos para qualquer viagem internacional. Por outro lado, vemos que várias soluções estão sendo desenvolvidas. Assim, a nossa expectativa é de que logo tenhamos um certificado único. 

Curtiu este artigo? Então confira outros conteúdos que nós selecionamos para você: