EUA anunciam liberação para brasileiros vacinados

EUA

Na última segunda-feira (20), a Casa Branca estadunidense anunciou que a partir do início de novembro, aceitará turistas estrangeiros totalmente vacinados contra a Covid-19. No entanto, há alguns procedimentos que precisam ser cumpridos para que a entrada seja autorizada. Então, confira todos os detalhes dessa novidade aqui no Império das Milhas e garanta que você estará apto a entrar nos EUA.

EUA

De acordo com a Casa Branca, o país norte americano aceitará estrangeiros, inclusive brasileiros, desde que totalmente vacinados contra a Covid-19. Isto é, duas semanas após a segunda dose ou dose única. No entanto, ainda não estão definidas as vacinas que serão aceitas. Ou seja, haverá uma consulta ao CDC (Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA) que definirá quais imunizantes serão aceitos. Atualmente, apenas a Pfizer, Moderna e Janssen têm aprovação do CDC.

Apesar de não serem mencionadas pelo CDC, AstraZeneca e Coronavac podem aparecer na lista dos imunizantes aceitos. Uma vez que ambas aparecem na lista da OMS (Organização Mundial de Saúde) para uso emergencial. Além disso, continuará sendo necessário apresentar um teste negativo para Covid-19 feito até 3 dias antes do embarque.

Argentina

Assim como os Estados Unidos, outro país que anunciou a reabertura para estrangeiros a partir de novembro foi a Argentina. Mas não só para vacinados, que ainda não se vacinou também poderá entrar, desde que cumpra todos os requisitos, confira:

Vacinados:

  • Estar totalmente vacinado há pelo menos duas semanas antes do embarque e apresentar comprovante de vacinação emitido pelo aplicativo ConecteSUS;
  • Possuir um teste PCR negativo feito há pelo menos 3 dias antes do embarque ou um teste antígeno realizado na chegada ao aeroporto argentino;
  • Realizar um teste PCR feito na Argentina entre 5 a 7 dias após a chegada no país.

Não vacinados:

  • Possuir um teste PCR negativo feito há pelo menos 3 dias antes do embarque;
  • Realizar um teste antígeno realizado na chegada ao aeroporto argentino;
  • Fazer quarentena de 7 dias e realizar um PCR no final do período de isolamento.

O que você achou dessas futuras liberações para EUA e Argentina? Deixe o seu comentário. 

Portanto você já sabe, aqui no Império das Milhas tem as principais promoções dos programas de fidelidade, cartões de crédito, viagens e muito mais.