Conta digital internacional: como ela pode ajudar a economizar na viagem

Conta digital internacional
Conta digital internacional

Quem viaja ao exterior tem que se preocupar com diversas questões. Desde a compra das passagens, reserva de hotel até a documentação. Entretanto, além desses itens, outra dúvida que surge é com relação ao dinheiro. De que maneira é melhor levá-lo, se vale a pena usar o cartão e por aí vai. Mas, e se a gente dissesse que você pode abrir uma conta digital internacional? 

Esse serviço chegou para revolucionar o mercado financeiro e tem crescido a oferta dessas contas aqui no Brasil. Por isso, elaboramos este post com tudo o que você precisa saber sobre a conta digital internacional, quais as vantagens, as melhores opções e como utilizá-la para economizar na sua próxima viagem ao exterior. 

Ficou curioso(a)? Então venha com a gente. 

Afinal, o que é uma conta digital internacional?

Se você já é cliente de algum banco digital aqui no Brasil, sabe que não é nenhum bicho de sete cabeças se tornar cliente e movimentar a sua conta. Pois bem, a conta digital internacional é bem parecida com os produtos que temos por aqui. A grande e principal diferença é que, nesse caso, o saldo é em moeda estrangeira. 

O que é a conta digital internacional
O que é a conta digital internacional

Esse saldo, que geralmente é em Dólar ou Euro, fica guardado em uma conta no exterior. Assim, como se trata de uma instituição digital, você pode abrir a sua conta pelo celular, sem sair do Brasil. Ou seja, burocracia zero. Além disso, algumas empresas permitem que a conta internacional seja movimentada em conjunto com a nacional. 

Entretanto, com números de identificação diferentes. Do ponto de vista de funcionalidades, a conta digital internacional é bem semelhante à sua conta em reais. Ou seja, você pode fazer saques, transferências, consultar o saldo, bem como realizar compras com cartões de crédito e débito. 

Por que abrir uma conta digital internacional?

Talvez você esteja se perguntando qual a vantagem de abrir uma conta digital internacional se ela tem os mesmos serviços que a conta nacional? Bem, como falamos anteriormente, nessa modalidade o seu saldo é em moeda estrangeira. Ou seja, de cara já facilita as suas transações em uma viagem para fora do país. É mais seguro que levar todo dinheiro na mala.

Com a conta digital internacional é possível sacar dinheiro em qualquer caixa eletrônico
Com a conta digital internacional é possível sacar dinheiro em qualquer caixa eletrônico

Além disso, você pode mesmos serviços mandar dinheiro da conta em real de forma mais rápida e prática. O inverso também acontece. Outra vantagem muito grande é o custo dessa operação. Quando usamos o cartão de crédito é cobrado 6,38% de IOF. Transferindo o dinheiro entre essas contas você paga apenas 1,1%. Ainda é possível usar o cartão de débito e realizar compras sem nenhum tipo de cobrança. 

Para quem é indicada a conta digital internacional?

Os bancos digitais facilitaram o nosso acesso a diversos serviços financeiros. Um dos principais motivos para isso é a gratuidade na maioria das transações. Hoje, é bem comum que uma pessoa tenha conta em mais de uma fintech. Mas, será que vale a pena abrir uma conta digital internacional? 

Por mais que seja gratuito, na nossa opinião, abrir uma conta digital internacional só é interessante em alguns casos. O primeiro deles é se você viaja com frequência para o exterior, se recebe pagamentos em outras moedas, precisa enviar dinheiro para familiares fora do país. Da mesma forma, essa conta pode ser para quem compra muito em sites estrangeiros.

Para quem deseja manter uma reserva em moeda estrangeira, visando a valorização do capital, a conta digital internacional pode ser uma boa saída. Isso porque, em muitas situações o câmbio oferecido pelas instituições é mais vantajoso do que o que encontramos em casas especializadas nesse serviço. 

Como as contas digitais internacionais podem ajudar a economizar na viagem?

Se você vai viajar para o exterior com certeza está preocupado com a atual cotação do dólar e outras moedas. Assim, qualquer ajuda para economizar com essas taxas pode significar uma graninha a mais para gastar nas férias. Nesse sentido, a conta digital internacional, de cara, tem duas vantagens. 

A primeira delas é a porcentagem de IOF cobrada para transferir dinheiro da conta em real para conta em moeda estrangeira. São apenas 1,1% contra os 6,38% do cartão de crédito. Outra vantagem é que muitas instituições usam a cotação comercial ao invés do turismo para fazer a conversão. 

Da mesma forma, enquanto muitos bancos e casas de câmbio chegam a cobrar até 4% de spread, essas instituições cobram apenas 2%. Ou seja, é mais barato usar uma conta digital para trocar o seu dinheiro por Dólar ou Euro. Como sabemos, usar o cartão de crédito em viagens internacionais não é uma boa ideia por conta dos custos. Além disso, você não pode parcelar a compra. 

Na conta digital internacional você fica livre dos 6,38% de IOF
Na conta digital internacional você fica livre dos 6,38% de IOF

Por outro lado, o cartão é mais prático e seguro, já que você não precisa levar dinheiro de papel. Assim, as contas digitais internacionais oferecem aos seus usuários um cartão de débito que pode ser usado durante a sua viagem, sem a cobrança de nenhuma taxa. Mas, também é bom ter algumas notas na carteira principalmente para apresentar na imigração. 

Mas, isso não quer dizer que você tem que levar todo o dinheiro na mão. A conta digital internacional permite a realização de saques no exterior. Nesse caso, por conta das taxas, é interessante ver o que compensa mais. Entretanto, com o cartão de débito não vemos a necessidade de ficar fazendo retiradas em caixa eletrônico durante a viagem. 

Quais são as melhores contas digitais internacionais? 

A conta digital internacional já é uma tendência. Entretanto, é preciso escolher aquela que melhor se adequa ao seu perfil. Separamos aqui as principais contas em atividade hoje no Brasil. Mas, já adiantamos que, em breve, mais instituições vão disponibilizar esse serviço para os brasileiros. 

Antes de entrar em detalhes sobre cada uma dessas contas, gostaríamos de salientar que o processo para aderir a esse serviço é bem semelhante em todas as instituições. Assim, é possível abrir a sua conta por meio do aplicativo, informando os seus dados pessoais. Nome, CPF, data de nascimento e por aí vai. 

Em alguns casos também é solicitado uma comprovação por foto. A maioria das instituições não cobra nenhuma taxa de abertura e nem manutenção. Mas, pode haver algum tipo de tarifa sobre determinados serviços. 

É bom que você já saiba que é cobrado uma porcentagem sobre o valor da transferência de real para moeda estrangeira em todos os bancos. Assim, sugerimos que dê uma olhada para se certificar que não há mais cobranças ou mesmo que compare as taxas de cada empresa. 

Nomad

Dentre as contas digitais internacionais, a Nomad é uma das opções mais completas. A instituição atua como correspondente bancário do Banco Ourinvest para realizar operações de câmbio. Assim a fintech oferece aos seus clientes uma solução integral para quem deseja gerenciar finanças em moeda estrangeira. 

Por meio da plataforma os usuários têm acesso à conta-corrente no exterior, cartão de débito, transferências e até investimentos. Inclusive a Nomad é certificada pela SEC (Agência Federal Reguladora de Títulos e Câmbio nos Estados Unidos) para prestar serviços de consultoria em aplicações financeiras. Confira as taxas para utilizar a conta Nomad.

  • Abertura e manutenção de conta: grátis; 
  • Saldo mínimo: US$ 0; 
  • Câmbio: cotação do dia do dólar comercial + 2% de spread; 
  • IOF: 1,1%
  • Transferências nacionais e internacionais entre contas Nomad: grátis; 
  • Receber dinheiro via Wire ou ACH Push: grátis; 
  • Enviar Wire Doméstico: US$ 10,00;
  • Emissão de cartão físico ou virtual: grátis; 
  • Entrega de cartão físico: US$ 20,00;
  • Saques do exterior: gratuitos e ilimitados na rede Allpoint. Contudo, para saques em outras redes o cliente tem duas retiradas gratuitas por mês. As demais terá uma taxa de US$ 5,00, além da possível tarifa do ATM.

Wise

Dentre as opções de conta digital internacional que temos no Brasil, a Wise é a mais recente. Entretanto é bem provável que você já conheça a empresa, pois esse produto é uma extensão dos serviços oferecidos pela Transferwise.

Com a conta multimoeda é possível realizar compras em 50 moedas diferentes. A conta Wise pode ser aberta pelo celular e de forma gratuita. Assim, os usuários podem aproveitar para realizar remessas para 80 países diferentes, fazer compras usando o cartão de débito sem pagar nenhuma taxa, seja em lojas físicas ou online. 

A instituição é autorizada pelo Banco Central — assim como todas que apresentamos aqui. Além disso, guarda o seu dinheiro em contas de bancos renomados no exterior. Veja a seguir as taxas e tarifas da Wise. 

  • Abertura e manutenção de conta: grátis; 
  • Saldo mínimo: US$ 0; 
  • Câmbio: cotação do dia da moeda escolhida + spread a partir de 0,41%; 
  • IOF: 1,1%
  • Receber dinheiro: grátis (exceto wire); 
  • Emissão de cartão físico ou virtual: R$ 30,00
  • Substituir cartão: US$ 20,00.

BS2 

Para quem não sabe, o BS2 é o antigo Banco Bonsucesso que decidiu migrar as suas atividades para um ambiente 100% digital. Com mais de 25 anos de experiência, a instituição oferece diversos serviços aos seus clientes e foi a primeira empresa a lançar uma conta digital internacional no Brasil.

Conta digital internacional BS2

Dessa forma, os clientes BS2 podem abrir a conta internacional sem tarifa de manutenção e transferir automaticamente o saldo em reais para dólares. Além disso, contam com um cartão de débito para compras e saques e podem realizar e receber pagamento em moeda estrangeira. Veja a seguir as tarifas praticadas pela instituição. 

  • Abertura e manutenção de conta: grátis; 
  • Transferência entre conta-corrente e conta internacional de mesma titularidade: grátis; 
  • Transferência entre contas internacionais BS2: grátis; 
  • Enviar ou receber pagamento de ordem internacional: US$ 12,00;
  • Saques ATM: US$ 5,00; 
  • IOF: 1,1%;
  • Cotação para transferência: valor da moeda + 2% de spread. 

É importante ressaltar que, embora a instituição ofereça um cartão de débito para a conta digital internacional, o mesmo só é liberado após uma movimentação de, no mínimo, US$ 300,00.

Conta Global C6 Bank

O C6 Bank é uma das fintechs mais completas do país. Os clientes da instituição têm acesso aos mesmos serviços que são oferecidos por um banco tradicional, de forma gratuita. Além disso, podem contar com a Conta Global.  Com essa conta é possível transferir reais da conta nacional C6 Bank para Euro ou Dólar. 

C6 Bank

E o dinheiro cai na hora. Além disso, quem abre a conta digital internacional do C6 Bank, pode fazer todo o gerenciamento por meio do aplicativo, recebe um cartão de débito e pode fazer saques em qualquer caixa eletrônico da rede Cirrus. A instituição cobra uma taxa de US$ 30,00 (ou Euros) para realizar a abertura de conta. 

Entretanto, usuários do cartão C6 Carbon e clientes com investimentos a partir de R$ 20 mil, estão isentos dessa taxa. Veja a seguir todas as tarifas cobradas na Conta Global C6 Bank. 

  • Taxa de manutenção: grátis;
  • Compras com cartão de débito: grátis;
  • Transferências internacionais: US$ 30 por operação;
  • IOF: 1,1%;
  • Cotação para transferência de reais: valor comercial da moeda estrangeira + 2% de spread;
  • Saques em caixas eletrônicos: US$ 5,00 (ou euros) por saque. Contudo, a rede proprietária dos caixas pode cobrar taxas adicionais.

Por fim, o C6 Bank cobra uma tarifa de US$ 10,00 por inatividade na Conta Global. Ou seja, se ficar sem movimentar a sua conta digital internacional por um período de 12 meses, deverá pagar essa taxa. Assim, se você é cliente do banco e quer solicitar esse serviço, faça quando estiver próximo a viagem para não pagar mais um custo. 

Resumindo…

A conta digital internacional é um benefício muito interessante para quem viaja com frequência ao exterior ou que realiza muitas transações em moeda estrangeira. Felizmente, esse serviço está crescendo aqui no Brasil facilitando ainda mais a nossa vida financeira. Esperamos que com este post você tenha aprendido como utilizar essa ferramenta. 

Se você curtiu esse texto, confira outros artigos que nós separamos.