Portugal: tudo o que você precisa saber antes de visitar

Com fortes ligações históricas nas raízes brasileiras, Portugal é um dos destinos favoritos dos viajantes brasileiros no exterior. Mas este interesse vai além da proximidade com a língua e a cultura. O pequeno país europeu cativa por suas belezas naturais, sua culinária e pelo seu agradável clima.

Hoje em dia, há uma enorme colônia de brasileiros residindo em Portugal. Afinal de contas, o país se tornou mais do que um interessante roteiro turístico. Com a alta inflação e dificuldades socioeconômicas enfrentadas no Brasil, muitos brasileiros passam a considerar o país lusitano como uma oportunidade de mudança. Seja para trabalhar ou em busca de qualidade de vida, pesquisas mostram que durante os últimos anos, este movimento migratório aumentou consideravelmente.

Para se ter uma ideia, segundo levantamento, realizado em março de 2022 pela Embaixada Portuguesa, cerca de 211 mil brasileiros vivem em Portugal — mais que o dobro do registrado em 2016. Este número representa quase 30% de todos os estrangeiros em situação regular no país.

Portanto, pensando nisso o Império das Milhas trouxe um guia completo para você que quer conhecer Portugal. Assim, mostraremos a melhor época do ano para você visitar o país, como planejar a sua viagem e quantos dias ficar. E fique tranquilo! Vamos trazer opções para todos os bolsos, com roteiros e passeios que atendam às suas necessidades. Então, ora pois, vamos lá!

Portugal

Portugal é um país localizado na região da Península Ibérica, onde faz fronteira com a Espanha. Considerado um dos países mais antigos do continente europeu, Portugal é banhado pelos mares do Oceano Atlântico. E foi justamente esta posição privilegiada que o sacramentou como uma potência na época das Grandes Navegações.

Foi durante este período que as caravelas portuguesas cruzaram os mares, fazendo uso dos melhores conhecimentos científicos da época. Dessa forma, os navegadores lusitanos chegaram a locais ainda desconhecidos, dentre eles o Brasil. Assim, fornecido pelas explorações de matéria-prima de suas colônias, Portugal foi se fortalecendo politicamente e economicamente no comércio marítimo.

Ao ponto em que, durante os séculos XV e XVI, o país foi uma das principais potências econômicas. Toda esta riqueza colaborou no desenvolvimento do país, que até hoje é referência no ensino e na pesquisa científica, tendo algumas das principais universidades e centros acadêmicos do mundo, como a Universidade de Coimbra.

Hoje, Portugal tem estruturas sólidas e se consolida como um país que resgata as suas forças. A economia lusitana apresenta um dos maiores crescimentos globais (5,8%, em 2022), e um cenário político e social favorável ao desenvolvimento. 

Quando ir

Para responder a esta questão, precisamos levar em consideração dois fatores principais: em que época o clima está melhor, e quando é mais barato viajar. Claro que, muitas vezes, uma coisa anula a outra. Afinal de contas, as estações mais favoráveis para os passeios são justamente os períodos de alta estação. Então, geralmente os hotéis estão ocupados, restaurantes são disputados e os preços costumam estar lá em cima.

Mas existe uma forma de juntar o útil ao agradável. O clima em Portugal, em geral, é ameno — o que garante atrativos o ano inteiro. Os verões (entre junho e setembro) costumam ser quente e seco, enquanto os invernos (dezembro e março) são chuvosos e de temperaturas baixas — especialmente na região norte do país.

Portanto, como na maior parte da Europa, a melhor época para você visitar Portugal é entre os meses de março e junho. Esse período marca a estação da primavera, onde o local fica com o clima mais agradável. Assim, você terá os dias mais longos, pois o sol se põe por volta das 21h e nasce cedo pela manhã.

Além disso, a primavera possibilita espetáculos de cores nos campos de flores portugueses — uma excelente dica de passeio a ser feito em terras lusitanas. Em relação aos preços, eles estão em pleno viés de alta, mas ainda mais acessíveis do que no verão. Mas se você quiser mesmo economizar, os meses entre o outono e o inverno são os que possuem preços mais em conta. 

Como se planejar

Bom, mas para tornar este sonho de viagem em realidade, é preciso planejar. E, antes de tudo, isso envolve pesquisar passagens aéreas, saber em qual aeroporto desembarcar e procurar pelas melhores hospedagens (tanto em preços, como em localização). 

Dessa forma, o Império das Milhas vai te ajudar nesta missão para você se preocupar apenas com que roupa colocar na mala. Além disso, vamos te mostrar uma estimativa de quanto gastar com alimentação, passeios e transporte por lá. É claro que estas estimativas dependem do perfil de viajante. Portanto, o que iremos fazer é uma média de alguns dos gastos mais comuns em terras portuguesas, com certeza.

Passagem

A princípio, o primeiro passo na hora de planejar a sua viagem é a compra (ou resgate com milhas) dos bilhetes aéreos. Assim, neste momento é interessante observar os aeroportos que recebem voos diretos do Brasil e qual melhor irá atender às suas necessidades e o seu roteiro de viagem. Portanto, existem dois aeroportos que recebem voos diretos saindo do Brasil para Portugal: Lisboa e Porto.

Algumas companhias fazem o trajeto em voos diretos, como a TAP, a Azul e a KLM. A maioria dos voos saem de São Paulo, mas há também opções com origem no Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Fortaleza, Curitiba e Vitória.

Com relação aos custos das passagens aéreas, com destino ao aeroporto de Lisboa, percebemos que o preço praticamente se mantém na média entre R$3.100,00 e R$4.000,00. Mas, com alguma sorte e muita pesquisa, você pode encontrar ofertas na casa dos R$2.000,00.

A outra opção é resgatar as suas milhas em bilhetes aéreos nos programas de fidelidade das companhias. Dentre as plataformas, a que encontramos com melhor oferta foi na Smiles. O programa traz o trecho de ida e volta por 168.200 milhas. Mas também há a opção de completar o pagamento em reais. Nesse caso, a operação envolveria 42.400 pontos mais R$2.900.

Desembarque em Porto

A outra cidade portuguesa que recebe voos diretos com origem do Brasil é Porto. No entanto, as pesquisas feitas mostraram uma semelhança entre os preços cobrados. No trecho usado como modelo, a passagem saiu a R$4.684,30.

Em relação aos aeroportos, é importante ficar atento não somente nas opções de voos, mas também no desembarque. E isto vale além da localização da cidade em relação ao seu roteiro de viagem, mas também sobre como se locomover a partir da chegada. Dessa forma, o terminal de Lisboa está situado próximo ao centro da capital portuguesa. Assim, você poderá usar transporte público (metrô, ou ônibus), ou táxis e carros particulares.

Onde ficar

Evidentemente, os preços e ofertas de hospedagem variam conforme a cidade em que você procura — além da época. A princípio, grandes centros urbanos, como Lisboa e Porto, oferecem mais opções e a preços mais variados. De todo modo, é recomendável garantir a sua estadia com antecedência, fazendo a sua reserva previamente.

Em Lisboa o viajante encontra as opções mais baratas nos bairros mais afastados e os bairros centrais, mais luxuosos e com preços mais salgados. Assim, vai do perfil e interesse do turista escolher a opção que mais lhe convém.

Hotéis em Lisboa

Entre as regiões centrais, destaque para os bairros Chiado, Belém, Baixa, Príncipe Real, Avenida da Liberdade e Castelo. Por lá, a diária mais acessível que encontramos foi no hotel Martinhal Lisbon Chiado

Com quartos extremamente confortáveis, todos com piso de madeira, área de estar com sofá, cozinha equipada e banheiro privativo. O lugar dispõe ainda de um espaço kids gratuito. A diária no hotel custa, em média, R$740 (ou, 135 euros, na cotação usada no momento que realizamos o artigo).

Já o hotel Casa de São Mamede fica localizado no bairro Príncipe Real, outra região central lisboense. A vantagem de estar em uma localização privilegiada, próxima de pontos turísticos, restaurantes e a 4 minutos de caminhada do metrô. O estabelecimento fica em uma pequena propriedade restaurada do século XVII, trazendo um charme a sua estadia.

Com muito conforto, os quartos preservam o ambiente clássico, com móveis coloniais. Mas o hotel tem também muita modernidade e inclui Wi-Fi aos hóspedes. As diárias custam R$563, ou 99 euros na atual cotação.

Hostel

Por fim, em Lisboa a recomendação final é o Avenue Rooms & Suites. Localizado a 100 metros da Avenida da Liberdade, na região central da capital, o estabelecimento é uma espécie de hostel e dispõe de dormitórios, quartos, suites e estúdios. Portanto, se você quer uma opção econômica e ainda assim estar próximo dos principais pontos de passeio, esta é uma boa pedida.

Contudo, os banheiros e cozinha são ambientes compartilhados entre os demais hóspedes, bem como alguns dormitórios. Assim, apenas as suítes possuem banheiro privativo. Dessa forma, o lugar é recomendado para quem viaja sozinho e tem facilidade de estar em convívio com outras pessoas. Recentemente publicamos um artigo sobre esse tipo de hospedagem, confira aqui. A diária vai a partir de R$274, ou 50 euros.

Já para quem terá a cidade do Porto como destino de desembarque, as recomendações são de hospedagens em bairros como Ribeira, Baixa do Porto e Cedofeita. Por lá, você vai encontrar opções que vão de 50 euros (clique aqui) até 250 euros (veja aqui).

Quanto gastar

Nesta seção, traremos os gastos complementares com a sua viagem a Portugal. Assim, incluiremos custos com passeios, alimentação e transporte durante a sua estadia. Vale lembrar que, assim como em todos os outros itens, esses valores variam conforme a época do ano e o perfil do viajante. 

Em geral, os preços em Portugal são bastante acessíveis. Você pode beber e comer muito bem, sem pagar valores abusivos. Além disso, o transporte público é uma ótima opção e funciona muito bem, inclusive para visitar atrações com um custo menor. Mas, sem mais delongas, vamos aos tópicos.

Alimentação

Antes de tudo, os gastos com alimentação dependem se a sua hospedagem oferece café da manhã incluso. Além do mais, vai de sua conta (e do seu bolso) a disposição para conhecer os restaurantes portugueses mais tradicionais. Como dissemos, a culinária lusitana é um dos pilares da cultura local e é riquíssima em ingredientes. 

Dos frutos do mar às sobremesas, vale a pena passear pela gastronomia de cada região do país.As refeições não costumam ser tão caras em Portugal quanto nos países vizinhos. É possível, inclusive, almoçar por menos de 10 euros e jantar por cerca de 20. Portanto, vamos à lista.

Café da manhã

Na primeira refeição do dia — ou como os portugueses chamam, pequeno-almoço — o custo médio varia entre 3 e 5 euros por pessoa. Uma boa opção é ir nas tradicionais padarias e pedir o combo de pão, café e suco de laranja, que custa por volta de 4 euros. 

Os sandes — como são conhecidos os sanduíches — de pernil também fazem sucesso e você paga apenas 3,50€.  Por fim, experimente as francesinhas, outro prato típico de Portugal. Trata-se de uma combinação de pão, bacon, carne, ovo, queijo, linguiça e presunto, acompanhado de um molho à base de vinho e tomate. Seu valor é, em média, 9€.

Almoço

Na hora do almoço, não tem para onde fugir: é bacalhau. Seja na entrada, com os bolinhos de bacalhau, ou no prato principal (€12), o peixe é pilar da culinária lusitana. Além disso, destaque para o arroz de pato (€10,50) e arroz de mariscos, que leva alguns frutos do mar, como lagosta, mexilhão, camarão, berbigão e amêijoas e custa entre 25€ e 35€.

Para sobremesa, claro, os famosos doces portugueses. O principal destaque é para o tradicional pastel de Belém, que há séculos é vendido no mesmo lugar e atrai turistas do mundo todo para experimentar a iguaria. Cada pastel de Belém custa €1.10 e é comum as pessoas pedirem grandes porções.

Portanto, você gastará com alimentação, por dia, aproximadamente 25 euros em Portugal. Isso considerando que sua hospedagem não oferece café da manhã incluso. Porém, pesquisando lugares pelas redondezas, é possível encontrar opções mais em conta e que, certamente, vão ser deliciosas.

Transporte

Para quem busca economizar, Lisboa e Porto oferecem boas opções de transporte público. Os chamados autocarros, ou ônibus, oferecem conforto e acesso por toda a cidade por, em média, 2 euros (tarifa unitária). Entretanto, esse tipo de locomoção apresenta uma ressalva: apesar de mais baratos, não são a opção mais rápida pois costumam atrasar. 

Já os trens ou metrôs oferecem praticidade, rapidez e economia com acesso de forma ilimitada a diversas regiões centrais das cidades. Com o trem em Lisboa, você consegue transitar entre as linhas de Sintra/Azambuja, Cascais e Sado, com preços atrativos, de 6,00 euros (1 dia) e 13,50 euros (3 dias). Já em Porto, você encontra linhas para Aveiro, Braga, Guimarães e Marco.

O bilhete turístico poderá ser adquirido de forma online ou nas bilheterias “Comboios de Portugal”. Para o transporte de metrô, tanto em Porto quanto Lisboa, é possível a compra de passagens ilimitadas por períodos, com tarifas que variam de 7 euros (1 dia) a 15 euros (3 dias).

Por fim, o viajante encontra ainda os elétricos, ou bondinhos, que são muito comuns em  Portugal. Além de serem um transporte público, eles são históricos e acabam sendo uma grande atração turística. Os preços dos bilhetes individuais em Lisboa e Porto variam de 3 euros a 3,80 euros.

Dica do Império

Uma forma prática de utilizar todos os transportes públicos é a compra do Lisboa Card e Porto Card, um passe que oferece circulação grátis nos transportes públicos e entrada gratuita em museus e monumentos históricos com tarifas que variam de 13 euros a 42 euros a depender do período. 

Quantos dias ficar

Agora que já conhecemos mais sobre Portugal e já vimos os custos que envolvem uma viagem para o país, vamos descobrir quantos dias passar por lá. Neste tópico, traremos roteiros para quem vai ficar em Portugal por uma semana e para quem pretende passar mais tempo.

A princípio, Portugal oferece uma variedade de atrações. De praias, a passeios históricos e experiências campestres com vinhos. Tem atração para todo tipo de viajante. Assim, é necessário, pelo menos, 7 dias para conseguir aproveitar as maravilhas que o país oferece. 

A começar pelo centro de Lisboa, o bairro da Baixa. É lá que você encontrará os principais pontos turísticos como a Praça do Comércio, o Arco da Rua Augusta e o Elevador de Santa Justa. Um passeio imperdível é até a o bairro de Belém. O lugar está a poucos quilômetros do centro histórico de Lisboa, apenas 7 minutos de trem do Cais do Sodré até lá, onde você poderá conhecer os famosos Pastéis de Belém.

Dessa forma, apenas na capital portuguesa você encontrará tantas opções que vale a pena estender a estadia por, pelo menos, três dias. Por Lisboa o viajante encontra passeios que vão de entrada livre aos valores mais caros, como o Oceanário, que custa 20 euros a entrada.

Conhecendo outras cidades

Após conhecer tudo que podia em Lisboa, siga para Sintra. O município possui alguns palácios que valem a pena a visita. São castelos e parques que fazem o passeio ser agradável e interessante para toda a família. Confira mais detalhes e consulte valores para a compra de ingressos neste site.

Coimbra é outra cidade a ser incluída no seu roteiro. Por lá, vale a pena conhecer o campus da Universidade, ou dar uma volta no Convento Santa Clara-a-Velha. E se procura praias, a região de Algarve é o lugar certo para você. A principal delas é a Ponta da Piedade, que possui uma formação rochosa e águas cristalinas. Entre as cidades da região, destaque para Faro e Lagos.

Por fim, a segunda maior cidade portuguesa: Porto. Localizada mais ao norte de Portugal e de extrema importância para o país, Porto oferece inúmeras atrações turísticas, como um belo passeio de barco pelo Rio Douro. A Torre de Clérigos é outro ponto turístico famoso e sua entrada custa 5 euros.

Se você quer um passeio gratuito, a recomendação é andar pela orla da Ribeira e observar a beleza pacata da cidade antiga. Porto é conhecida pelos vinhos. Portanto, nada melhor do que uma passada pela Caves do vinho do Porto (ingressos entre 6 e 13 euros).

E para você encontrar outras opções de passeios a serem feitos em terras lusitanas, confira nosso artigo com 10 atrações turísticas em Portugal que você tem de conhecer. O Império também preparou um texto com dicas para você viajar com desconto para o país ibérico. Clique aqui e confira!