Passageiros podem testar para Covid-19 no Aeroporto de Guarulhos

Aeroporto de Guarulhos
Assunto:Obras de ampliação do Aeroporto Internacional Governador Franco Montoro - também conhecido como Aeroporto de Cumbica Local:Guarulhos-SP Data:04/2014 Autor:Delfim Martins

Com a pandemia do novo coronavírus sendo ainda uma realidade há pelo menos seis meses, no Brasil, se faz necessário adotar cada vez mais medidas de segurança para evitar a proliferação da doença. Pensando nisso que, agora, os passageiros podem testar para Covid-19 no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. O exame será realizado no laboratório remoto instalado no saguão de embarque do Terminal 3, onde ficam as operações internacionais.

A parceria entre a GRU Airport, concessionária do aeroporto, e o Laboratório CR Diagnósticos, realizará o exame com equipamentos instalados a poucos metros do posto, no qual farão a análise do material e indicarão o resultado. Com isso, os passageiros podem testar para Covid-19 e evitar o avanço do vírus.

Contudo, de acordo com o dr. Rene Pimenta, fundador do Grupo CR Diagnósticos, a iniciativa vai permitir uma retomada gradual e com segurança. Além disso, vale lembrar que o laudo com o resultado sai em até 4h, o que reforça a efetividade da triagem.  Funcionário do Aeroporto Internacional de São Paulo também poderão utilizar o serviço. 

Entenda como será o funcionamento para o teste da Covid-19 no Aeroporto de Guarulhos

Os passageiros podem testar para Covid-19 no Aeroporto de Guarulhos com um investimento de R$ 350. Contudo, é necessário estar com um documento de identificação com foto (RG, CNH ou passaporte) e solicitar o exame. O resultado sai em até 4h através de um alerta por SMS, que permite visualizar o resultado no smartphone ou receber a versão impressa em um dos guichês de atendimento. 

O serviço terá funcionamento ininterrupto, com mais de 90 exames por hora e contará com uma equipe de mais de 40 profissionais, que serão divididos em turnos.

Passageiros testam para o coronavírus através de exame PCR

No entanto, só será disponibilizado o exame tipo RT-PCR, homologado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). O teste molecular detecta o vírus através da análise de uma amostra de secreção nasal e da orofaringe, coletadas por meio de um swab.

Todavia, alguns países, como Portugal e França, exigem que os passageiros apresentem este tipo de teste para permitir a entrada em seus territórios. Contudo, para auxiliar o passageiro que necessita apresentar este documento para viajar, ou até mesmo para quem deseja realizar o teste de forma rápida, o posto avançado de atendimento foi estruturado em uma área de 36 m². Por fim, a iniciativa disponibiliza quatro guichês para cadastro e oito cabines para coleta, que acontecerá em cerca de cinco minutos.

Para essas e outras atualizações sobre viagens é só acessar o Império das Milhas!